Raposas e galinhas festejam a democracia

  • Capa
  • Jornal Partido
  • PCO organiza fim de semana de mobilização e formação política

Não perca!

PCO organiza fim de semana de mobilização e formação política

O PCO estará organizando tanto as plenárias do Bloco Vermelho, como também uma plenária nacional a respeito do novo plano de formação política do partido

Dessa forma, acompanhe as atividades do PCO neste final de semana, não perca nada e ajude a organizar tanto a mobilização quanto a formação política da classe trabalhadora – Reprodução

Receba o DCO no Email

Neste final de semana o Partido da Causa Operária está organizando uma série de iniciativas, visando tanto organizar a mobilização para o próximo ato, marcado para 2 de outubro, como também lançar seu novo projeto de formação política nacional, com novos cursos e um novo método de formação.

Plenárias do Bloco Vermelho em todo país

As atividades começam cedo. Em muitos locais já pela manhã de sábado ocorrerão plenárias do Bloco Vermelho. É o caso da plenária dos trabalhadores da COMCAP, em Florianópolis, que estão em greve contra a privatização ─ esta ocorrerá no Limpu, as 10h e será focada em mobilizar a categoria. Já em Brasília, a plenária da cidade ocorrerá às 10h na parte interna do Conic. No mesmo horário, no Rio de Janeiro, ocorrerá a plenária do Bloco Vermelho no Sinttel. Dessa maneira, logo no início do fim de semana, importantes cidades estarão reunindo a militância do PCO, comitês de Luta e outras organizações da esquerda para desenvolver uma forte campanha de mobilização por Fora Bolsonaro e Lula Presidente.

Estas plenárias, que também se darão no domingo, como em cidades como Curitiba, onde ocorrerá às 15h no SindiQuímica, e em São Paulo, que no mesmo horário será feita na APEOSP, têm como intuito reunir toda militância de esquerda que está disposta a se organizar e garantir nas ruas verdadeiros atos vermelhos, dos trabalhadores.  Estas plenárias tiveram como ponto de partida a ação criminosa da frente ampla, que na defesa do verde e amarelo e da infiltração direitista nas manifestações levou à frente uma política de boicote à manifestação popular. Em resposta, o PCO decidiu organizar o Bloco Vermelho com o setor mais decidido das manifestações, a militância de base de partidos da esquerda, sobretudo do PT.

O Bloco Vermelho vem sendo o responsável pela defesa intransigente das manifestações dos trabalhadores, por tornar os atos de rua cada vez mais vermelhos, a cor da luta popular, como também de impedir na prática a infiltração golpista no interior do movimento. Foi o Bloco Vermelho que expulsou no dia 3 de julho o PSDB do ato na Avenida Paulista, como também foi o único que levantou a defesa da candidatura de Lula nas manifestações.

Para mobilizar os trabalhadores e barrar a frente ampla

Agora, a frente ampla tenta mais uma vez destruir a mobilização, impulsionando a participação de partidos golpistas como o PSDB, e organizações descaradamente fascistas como o MBL, que supostamente “lutam” contra Bolsonaro, ao mesmo tempo em que são sua base de sustentação.  É em meio a este cenário que o Bloco Vermelho convoca as suas mais novas plenárias em todo país, com a função de barrar a frente ampla e levar à frente a mobilização dos trabalhadores.

Contudo, não serão apenas as plenárias do Bloco Vermelho que preencherão o calendário de atividades do Partido da Causa Operária neste final de semana. Além destas, uma outra plenária será realizada, esta a nível nacional e sendo transmitida pela Causa Operária TV, no Youtube, logo após a Análise Política da Semana, com o companheiro Rui Costa Pimenta.

A plenária iniciará às 16h de sábado e terá como tema central o novo plano de formação política do PCO. Nesta plenária serão dados os detalhes a respeito das novas Universidades Marxista e de Férias, as mudanças e aprimoramentos, além da realização da 5ª edição da Escola Marxista, que deve iniciar já neste mês de outubro, com uma nova metodologia.

Um novo projeto de formação política

Em primeiro lugar, a Universidade Marxista que terá divulgadas as novidades já tem seu tema definido. Para este fim de ano, a universidade será a parte 2 do curso a respeito do stalinismo, iniciado em janeiro de 2021. Sua primeira parte foi um enorme sucesso, batendo todos os recordes e se tornando o maior curso de formação da esquerda brasileira, com milhares de inscritos. Agora, com sua segunda edição, as exposições tratarão da segunda metade do século, envolvendo o final da Segunda Guerra Mundial e a decadência da União Soviética, assim como o fim da burocracia soviética.

Já em janeiro de 2022, um curso totalmente inédito está sendo preparado para a Universidade de Férias, e terá como tema a história do Brasil. Este curso em especial será um enorme destaque em toda a história da Universidade de Férias, pois será o primeiro curso e estudo marxista realmente aprofundado sobre o desenvolvimento histórico do país. O curso irá explicar momentos até hoje incompreendidos por parte da própria esquerda, como a colonização, o bandeirantismo, a independência, a abolição da escravatura e muito mais. Com um material didático inédito, este curso travará também o debate com a esquerda identitária, que hoje leva à frente a política de fazer tabula rasa da história nacional, queimando monumentos, censurando livros, etc.

A nova Escola Marxista

A V Escola Marxista será um curso totalmente imperdível, que terá seus detalhes divulgados nesta plenária nacional. O novo modelo da escola consistirá na abordagem de temas introdutórios ao marxismo, tendo como primeiro tema “o que é o socialismo”, com base no livro de Friedrich Engels, “Do socialismo utópico ao socialismo científico”. O curso assim será totalmente acessível a qualquer pessoa, independentemente de qualquer conhecimento prévio sobre o tema. Dessa maneira, a Escola Marxista vem se expandindo rapidamente, e o partido pretende inscrever mais de 4 mil pessoas no curso, que iniciará em outubro e ocorrerá também de maneira paralela à Universidade Marxista.

Diferentemente da Universidade Marxista e da Universidade de Férias, a Escola Marxista é um curso de formação com aulas presenciais, espalhadas pelo País, e ministradas pelos militantes do PCO.

Centenas de locais já estão sendo confirmados. Inclusive, haverá cursos focados em categorias de trabalhadores, como entregadores, metalúrgicos e muito mais. O curso ocorrerá em todas as cidades onde houver interessados. Logo, caso sua cidade ainda não tenha um curso confirmado, basta contatar o partido pelos meios oficiais e requisitar a realização da Escola Marxista no local.

Este curso em questão também contará com a edição do livro de Engels pelas Edições Causa Operária, com uma nova tradução e notas produzidas pelo partido. O livro será vendido junto com a inscrição do curso, que custará o valor simbólico de 35 reais.

Dessa forma, acompanhe as atividades do PCO neste final de semana, não perca nada e ajude a organizar tanto a mobilização quanto a formação política da classe trabalhadora.

Veja a seguir a lista dos 145 locais onde está confirmada a realização dos cursos até o momento. Nas próximas edições deste diário, disponibilizaremos as listas atualizadas.

Rio Grande do Sul

  • Porto Alegre
  • Porto Alegre – Curso será realizado pelos companheiros do Comitê de Luta
  • Viamão
  • Caxias do Sul
  • São Miguel das Missões
  • Santiago
  • Pelotas
  • Curso será realizado pelos companheiros da juventude do PCO (AJR)

Santa Catarina

  • Florianópolis
  • Florianópolis – Curso será realizado junto aos companheiros da Comcap
  • Florianópolis – Aldeia Tiçan
  • Palhoça – Curso será realizado em uma aldeia da região
  • Lages
  • Blumenau
  • Blumenau – Curso será realizado junto aos aos companheiros metalúrgicos
  • Porto Belo
  • Chapecó
  • Joinville
  • Joinville – Curso será realizado junto aos companheiros metalúrgicos
  • Curso será realizado pelos companheiros da juventude do PCO (AJR)

Paraná

  • Curitiba
  • Curitiba – Curso será realizado pelos companheiros do Comitê de Luta
  • Curitiba – Curso será realizado junto aos companheiros professores
  • Fazenda Rio Grande
  • Londrina
  • Paranavaí
  • Paranaguá
  • Foz do Iguaçu
  • Pontal do Paraná
  • Castro
  • Maringá
  • Curso será realizado pelos companheiros da juventude do PCO (AJR)
  • Curso será realizado em uma ocupação

São Paulo (capital)

  • Ponte Rasa
  • Jardim Lageado
  • Vila Brasilina (Água Funda)
  • Jabaquara
  • Grajaú
  • Capão Redondo
  • São Miguel Paulista
  • Campo Limpo
  • Pinheiros
  • Estúdio Felipe Tatuador
  • Ocupação FLM Bela Vista
  • Ocupação FLM República
  • Bar da Mônica
  • Parque Bristol
  • USP
  • CCBP São Paulo
  • Curso será realizado com companheiros capoeiristas
  • Curso será realizado com companheiros entregadores de aplicativos
  • Curso será realizado com companheiros funcionários da Braskem
  • Curso será realizado com companheiros da torcida organizada Porcomunas
  • Pinheiros – Curso será realizado com companheiros da juventude do PCO
  • Saúde
  • Zona Norte – Curso será realizado com companheiros moradores de rua
  • Curso será realizado com companheiros operários de frigoríficos

São Paulo (interior)

  • Marília
  • Americanópolis
  • Araraquara
  • Taubaté
  • Jundiaí
  • Piracicaba
  • Bauru
  • Franca
  • Sorocaba
  • Mogi das Cruzes
  • ABC – operários da Mercedes-Benz

Rio de Janeiro (capital)

  • Rio de Janeiro – Central do Brasil
  • Jacarézinho
  • UERJ
  • UniRio
  • UFRJ
  • Universidade Santa Úrsula
  • Curso será realizado com companheiros da FIST
  • Curso será realizado com companheiros garis
  • Curso será realizado com companheiros da Central de Movimentos Populares

Rio de Janeiro (interior)

  • Niterói
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Campo Grande
  • Nova Iguaçu
  • Nilópolis
  • São Gonçalo
  • Maricá
  • Natividade

Minas Gerais

  • Belo Horizonte
  • Muriaé
  • Juiz de Fora
  • Montes Claros
  • Viçosa
  • Guiricema
  • Uberlândia
  • Oliveira
  • Ouro Preto
  • Ribeirão das Neves

Espírito Santo

  • Vitória

Distrito Federal

  • Planaltina
  • Paranoá
  • São Sebastião
  • Plano Piloto
  • Ceilândia
  • Samambaia
  • Estrutural
  • Curso realizado com companheiros indígenas
  • Café Bolchevique
  • UNB
  • Centro de Ensino Médio da Asa Norte

Goiânia

  • Goiânia
  • Águas Lindas – Curso realizado com os companheiros da Juventude do PCO
  • Alto Paraíso
  • Valparaíso
  • Valparaíso – Curso realizado com os companheiros do Coletivo LGBT da região
  • Cidade Ocidental (ABC)
  • Anápolis
  • Varjão
  • Araguaiana
  • Sobradinho – Curso será realizado com os companheiros do MST e de coletivos de jovens
  • Curso realizado pelos companheiros da juventude do PCO (AJR)

Tocantins

  • Palmas
  • Araguaína

Bahia

  • Salvador – Curso será realizado no CCBP
  • Porto Seguro
  • Porto Seguro – Curso será realizado com os companheiros do MST
  • Porto Seguro – Curso será realizado em uma aldeia indígena
  • Belmonte
  • Feira de Santana
  • Santa Bárbara

Sergipe

  • Aracaju

Alagoas

  • Maceió

Pernambuco

  • Recife
  • Bairro Arruda
  • Curso realizado com os companheiros da ocupação do INSS
  • Escola Liceu de Artes e Ofícios
  • Bairro Cavaleiro
  • Casa Amarela
  • Assentamento Che Guevara
  • Assentamento Normandia

Paraíba

  • João Pessoa
  • Curso realizado com os companheiros simpatizantes do PCO

Ceará

  • Juazeiro do Norte

Piauí

  • Teresina

Acre

  • Rio Branco – Centro
  • Rio Branco – Ramal do Vietnã

Amazonas

  • Manaus

Amapá

  • Macapá

Exterior

  • Finlândia – Helsinque
  • Alemanha
  • França – Paris
  • Espanha – Barcelona
  • Inglaterra
  • República Tcheca – Praga

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.