Análise política da semana será no XI Congresso com transmissão

Universidade Marxista

“O que foi o stalinismo”: hoje tem grupos de discussão

Na reta final do curso, grupos de estudo farão a 4ª reunião para discutir as aulas 11 e 12

Rui Costa Pimenta durante aula do curso – Arquivo DCO

Receba o DCO no Email

Neste domingo (21), ocorrerá a 4ª reunião dos grupos de estudo da 46ª Universidade de Férias do Partido da Causa Operária (PCO) e da Aliança da Juventude Revolucionária (AJR). Sobre o curso “O que foi o stalinismo”, os grupos discutirão os assuntos abordados nas aulas 11 e 12, que tiveram como tema “O grande organizador de derrotas”. Divididos por regiões, os grupos se reunirão às 18h por videoconferência, com exceção do grupos do exterior, que será às 7h (horário de Brasília).

Como participar?

Basta fazer o login na plataforma da Universidade Marxista, onde o endereço eletrônico das reuniões estará disponível pouco antes das 18h. Elas serão por videoconferência, através do aplicativo Zoom e tendo grupos divididos por regiões do País e do exterior.

Se você ainda não se inscreveu, clique aqui agora, ainda dá tempo!

Por que participar?

Os grupos são uma forma de interação criada pela organização do curso com o objetivo de permitir que os participantes discutam diretamente com a organização e com outros participantes e façam colocações sobre as dúvidas que apareceram durante as aulas e não puderam ser esclarecidas no chat ao vivo.

É uma possibilidade de interação mais direta com a organização do curso, que também permite uma ideia mais clara para o PCO e a AJR de como os participantes estão assimilando as exposições do curso. Também é o momento que as pessoas que estão participando podem, além de tirar dúvidas, debater com outras com militantes do PCO, pessoas mais experientes e que tem um bom conhecimento do marxismo, algo raro de encontrar seja no País ou no mundo. São mais de 1200 participantes.

A 1ª reunião dos grupos de estudo foi realizada no dia 17 de janeiro e tratou das aulas 1 a 4. O principal assunto discutido foi o tema da burocracia, abordado amplamente pelo companheiro Rui Costa Pimenta no início do curso. Isto fez com que na aula 5 ele fizesse uma revisão do assunto, respondendo diretamente várias das dúvidas levantadas nos grupos de estudo.

Já a 2ª reunião ocorreu nos dias 30 e 31 de janeiro, dado que alguns grupos realizaram-na no sábado e outros no domingo. Desta vez foram discutidos os temas abordados nas aulas 5 a 8.

A última reunião dos grupos foi realizada no último domingo (14) e tratou das aulas 9 e 10, que tiveram como temas:

A disputa que se intensificou no Partido Bolchevique na medida em que a saúde de Lênin piorava e fazia com que fosse se afastando cada vez mais das atividades partidárias, o que seria potencializado por fatores externos, como a derrota da revolução alemã;

O desenvolvimento dos acontecimentos após a morte de Lênin, que inauguraram uma fase ainda mais acirrada da luta pelo poder do Partido e do Estado Operário. De um lado a burocracia, representada pela troika (Zinoviev, Kamenev, Stálin). De outro, Trótski, que representava a oposição revolucionária;

Devido a pedidos dos participantes, feitos nos grupos de discussão, até o fim do curso, que ainda terá 4 aulas, os grupos de discussão ocorrerão em todos os domingos. Portanto, fique atento, ainda dá tempo de se inscrever no curso, assistir as 12 aulas até aqui e participar da maior atividade de formação marxista do País!

Até agora já foram 12 aulas.

Aula 1 – O papel histórico do stalinismo

Vídeo da Aula 1

Aula 2 – O que aconteceu na URSS

Vídeo da Aula 2

Aula 3 – O que foi a URSS

Vídeo da Aula 3

Aula 4 – O ascenso da burocracia

Vídeo da Aula 4

Aula 5 – Revisão e Partido Bolchevique

Vídeo da Aula 5

Aula 6 – Os primeiros anos do poder bolchevique

Vídeo da Aula 6

Aula 7 – A guerra civil e a NEP

Vídeo da Aula 7

Aula 8 – A crise de 1921

Vídeo da Aula 8

Aula 9 – A crise de 1923 e a morte de Lênin

Vídeo da Aula 9

Aula 10 – A derrota das oposições

Vídeo da Aula 10

Ainda dá tempo de participar!

Se você perdeu alguma aula entre a 12ª e a 1ª, não há problema, na plataforma da universidade é possível acessar todo o conteúdo que foi publicado do curso até então, com as aulas na íntegra, acesso a centenas de verbetes, na Enciclopédia Marxista, textos e livros, na Biblioteca Socialista, além do Fórum para tirar dúvidas, o Blog para ter informações sobre o curso e os grupos de estudo, que terão mais uma reunião no próximo fim de semana.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.