Jogo sujo: Novo processa Lula por fazer campanha eleitoral

Confira

Veja como foi a participação de Rui C. Pimenta na TV 247

Veja o que foi discutido na Análise Política na TV 247, com Rui Costa Pimenta

Rui Costa Pimenta – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Nesta terça-feira (05) às 16 horas, foi ao ar mais uma Análise Política na TV 247, com Rui Costa Pimenta

Já de início, o apresentador Leonardo Attuch abordou um importante tema que tem sido fruto de inúmeras matérias neste portal: a influência do imperialismo na esquerda. O companheiro Rui Costa Pimenta explicou que partidos maiores que não têm uma centralização, são mais suscetíveis a este tipo de infiltração, por diversas características, dentre elas o fato de que nos partidos pequenos se tem uma relação mais próxima entre os integrantes das organizações.

Questionado sobre as recentes imagens divulgadas pelos órgãos da imprensa burguesa, sobre um suposto “massacre” russo na cidade ucraniana de Bucha, no qual Vladimir Putin tem sido acusado de cometer crime de guerra, Rui afirma: “é uma encenação, a OTAN e o imperialismo tem uma ONG que é profissional neste tipo de encenação, fizeram várias na Síria” e explica que o governo russo teve todo um cuidado até o momento, não bombardeando bairros civis, fazendo corredores humanitários, porque iria sair matando e deixando os corpos esticados no chão agora?

Quando os russos saíram não teve nenhuma denúncia de civis mortos nas ruas, a RT inclusive tem um vídeo do cidadão levantando depois que o carro passa filmando. O objetivo segundo a RT é prolongar a guerra, para Rui, o objetivo é mais profundo, é ter brecha para alguma intervenção na Rússia

Outro aspecto importante da análise é o problema das sanções impostas pelos países imperialistas, segundo as estatísticas, o rublo russo que no início das sanções sofreu grande desvalorização, voltou rapidamente a patamares anteriores à guerra, inclusive vem se fortalecendo uma insegurança jurídica, pois há medida que o negócio começa a andar para trás, os países imperialistas confiscaram o dinheiro dos russo e eles começaram a vender em rublo. Já roubaram dinheiro da Venezuela, do Afeganistão e agora da Rússia e isso leva os países a procurar uma alternativa ao Dólar e ao sistema de pagamento imperialista.

A situação na Europa é um bom mapa da situação de crise internacional, na Sérvia ganhou o candidato pró Rússia. A extrema-direita europeia busca se apresentar como inimiga do sistema estabelecido pelo imperialismo, o Trump nos EUA também tem esta política, a extrema-direita aparece no vácuo de uma esquerda que não tem uma posição anti-imperialista, foi completamente cortada pela ideia da democracia burguesa, por isso essa esquerda está se evaporando. Mélenchon na França que não tem uma política propriamente anti-imperialista, mas tem uma posição mais clara contra o imperialismo e tem conseguido sobreviver e inclusive tem crescido nas pesquisas.

No Twitter, Lula publicou “”Eu mudei, o Alckmin mudou e o Brasil mudou. Eu fui adversário do Alckmin, não inimigo. Feliz era o Brasil que tinha disputa entre dois partidos democráticos, porque existia debate civilizado, sobre programa de governo.” Para Rui, é totalmente errado isso, a volta ao status quo anterior é uma coisa intolerável. Para ele, Lula fala muitas coisas com vistas ao público, Lula está buscando convencer o público interno que a coisa seria assim e um aceno a um setor do PSDB que pode ficar sem candidato.

Para Rui, Eduardo Leite é um projeto da terceira via, mesmo perdendo as prévias do PSDB, BolsoLeite fala como candidato e Doria, que ganhou, renunciou, voltou atrás não é muito convincente de que será candidato, mostra que Leite  é o candidato de setores fortes da burguesia.

Ainda foram abordado temas como armas nucleares, sionismo de esquerda, 40 anos da guerra das Maldivas, Miriam Leitão, PSDB vai de Lula ou 3º via? Confira!

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.