Google e Twitter questionam Moraes de bloquear perfis do PCO

Conferência Nacional

Rui fala ao DCO: A militância de conjunto tem que responder o STF

Após o Bloqueio das redes sociais do PCO nesta semana, Rui fala ao Diário sobre os próximos passos na luta contra o STF.

Rui Costa Pimenta no Estúdio da TV247 – Foto: TV247.

Receba o DCO no Email

Às vésperas da Conferência Nacional do Partido que ocorre em São Paulo neste sábado e domingo, depois de ter sido obrigado a depor na Polícia Federal por uma medida autoritária do STF, o companheiro Rui Costa Pimenta, presidente nacional do PCO, fala ao Diário Causa Operária sobre o que aconteceu até agora, sobre o bloqueio das redes sociais do Partido, a mobilização do partido para por fim a esta censura.

O Ministro Alexandre de Moraes, viola a lei e em ano eleitoral deixa o Partido sem redes sociais. Foto: Jovem Pan/Divulgação

DCO: Como têm sido os desdobramentos, jurídicos da decisão de Moraes? O Partido já tem uma noção clara do que está enfrentando?
Infelizmente, não temos a menor ideia do que pode acontecer. O inquérito está tramitando de maneira sigilosa, de forma que não temos acesso ao conjunto do Inquérito das chamadas “fake news”. As acusações não claras. Fala-se em “ataque às instituições”, o que é vago e, portanto, sequer sabemos do que somos acusados exatamente. As informações que temos sobre o que aconteceu até aqui são aterradoras. Há pessoas que sequer fazem parte do inquérito que tiveram sua contas bancárias bloqueadas sem explicação, busca e apreensão de aparelhos de informática e documentos sem qualquer explicação. O ministro do STF determinou o bloqueio das redes do Partido e não temos a menor idéia sobre isso é definitivo ou temporário e, se temporário, por quanto tempo. Nessas condições, tudo pode acontecer, sem que tenhamos a capacidade de prever nada. Estamos em um terreno de completa barbárie jurídica.

O Ministro Alexandre de Moraes, que está organizando a perseguição contra o PCO, presidirá o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o órgão responsável por organizar as eleições. Foto: Reprodução

Já temos diversos presos no decorrer deste inquérito, você já foi ouvido pela Polícia Federal? Você ou outros do Partido, correm risco de prisão ?
R – Somente eu fui convocado para depor diante da Polícia Federal onde, essencialmente, nos pediram informações sobre o conteúdo das nossas posições política, por exemplo, sobre a extinção do STF. Na medida em que não temos absolutamente nenhum parâmetro legal sobre o qual se basear, eu diria que é possível inclusive a prisão minha ou de outros dirigentes partidários. Mas não é seguro afirmar nada sobre o que vai acontecer em seguida.

Nas redes sociais, vimos que militantes, filiados e até apoiadores do Partido criaram um movimento de apoio ao Partido nas redes sociais e montaram páginas, como você vê isso?
R – Creio que, diante do tamanho do ataque da Corte aos meios de comunicação do Partido, isso é natural. Há um amplo movimento de solidariedade ao Partido, vindo dos mais diferentes setores políticos. Se a intenção das medidas é nos silenciar, esse objetivo não será atingido, ao menos pelos meios utilizados até agora.

A reação em defesa do PCO, é grande, ao seu ver?
R – Sim, e vai crescer ainda muito. O ataque contra o Partido acendeu uma luz vermelha de alerta na esquerda, parte da qual estava anestesiada pela propaganda golpista de que se o STF passa por cima da lei é por objetivos democráticos, uma tentativa de impedir um suposto “golpe fascista”. O ataque contra o PCO demascara essa propaganda uma vez que o Partido não é nem fascista nem golpista, mas um dos partidos mais radicalmente defensores das liberdades democráticas no Brasil, senão precisamente o maior defensor.

O Partido está convocando uma Conferência Nacional para este sábado, poderia falar sobre?
R – Decidimos convocar em caráter emergencial o conjunto do partido nacionalmente, através dos seus representantes para deliberar sobre o ataque que estamos sofrendo e organizar coletivamente a nossa resposta. O conjunto dos militantes tem que participar dessa deliberação. Vamos analisar as implicações políticas e decidir as medidas para responder à situação.

Ataque contra o PCO vêm após um ano de grande exposição do Partido, começada pela manifestação de 1º de Maio de 2021, que quebrou o jejum das manifestações de rua por conta da pandemia da Covid-19. Foto: Divulgação.

Haverá uma manifestação em defesa do PCO? Como será a Conferência?
R – Estamos discutindo as formas de combater essa ofensiva do judiciário. Estamos analisando a possibilidade de realizar uma passeata no centro de São Paulo, onde será realizada a Conferência, no sábado à tarde. Seria uma primeira manifestação de protesto e faria parte da abertura da Conferência onde falarão representantes de outras organizações e personalidades de esquerda.

Gostaria de deixar alguma mensagem aos leitores?
R – Sim. Esta luta, como toda luta política, não é uma tarefa exclusiva do PCO porque as suas consequências recaem sobre todos os brasileiros. Chamamos toda a esquerda, todas as organizações e todos os democratas a protestar contra esta monstruosa arbitrariedade. Do nosso ponto de vista, pedimos apoio de todos para que possamos abrir canais de comunicação que evitem o silenciamento do Partido.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.