fuzis e1519881085373 (1)

Sim, somos politicamente incorretos

O que é o socialismo?

Nesta quinta, PCO irá inaugurar a V Escola Marxista

Inscreva-se em https://escolamarxista.pco.org.br/

Poster Escola Marxista – Foto: DCO

Receba o DCO no Email

Nesta próxima quinta-feira, 21 de outubro, será inaugurada a quinta edição do projeto de formação política básica do PCO, a Escola Marxista. O tema definido para essa edição será O que é o socialismo. 

Trata-se de um projeto de formação política nacional e internacional do Partido da Causa Operária. Seu objetivo é levar a discussão política e a formação teórica para todos os cantos do Brasil e também para companheiros que residem no exterior, por meio das células partidárias internacionais. 

Essa atividade é realizada uma vez a cada semestre do ano. No primeiro semestre deste ano foram realizados dezenas de cursos com o tema Bolchevismo e Stalinismo. Ocorreram cursos em praticamente todos os estados, com mais de mil inscritos. Esse tema decorreu do tema da Universidade Marxista do primeiro semestre que foi O que foi o stalinismo, parte 1. Juntamente com esse curso, a Editora Causa Operária publicou o folheto de mesmo nome do curso – Bolchevismo e Stalinismo – de Leon Trótski. 

Desta vez, a Direção do PCO decidiu modificar um pouco o caráter deste curso, deixando-o um projeto mais básico, para tratar de temas mais iniciais do estudo do marxismo e não necessariamente decorrendo do tema da Universidade. Para isso, o tema do socialismo foi escolhido. 

O objetivo foi procurar temas especialmente pensados para atrair grandes números de pessoas, mesmo aquelas que possuem poucos conhecimentos sobre socialismo, marxismo, classe operária, etc. 

Com a polarização política em curso no Brasil esse tema em especial tem chamado muita atenção e gerado muita discussão. Há, inclusive, pessoas que já estão mais familiarizadas com o tema, mas não possuem uma adequada compreensão do que se trata, veem socialismo enquanto “projeto de sociedade”, normalmente em oposição ao socialismo científico. 

Essa questão, por exemplo, será uma das centrais neste curso. Será tratado, também, uma caracterização marxista de regimes como o de Cuba atualmente, mas também do que foi a extinta União Soviética. Isto é, se são ou foram regimes verdadeiramente socialistas. 

Para essa edição o PCO quer inscrever muito mais que a meta passada. A meta inicial será de inscrever 4000 pessoas. Para isso, já foram selecionados mais de 300 cursos, divididos em cursos municipais, de bairros, favelas, comunidades indígenas, de categorias de trabalhadores, escolas, universidades, entre outros. A proposta é que essa atividade seja o mais ampla possível, sendo realizada desde uma aldeia indígena, um acampamento sem-terra até em grandes centros urbanos, em categorias operárias, etc. 

É possível, ainda, que o curso seja realizado em mais lugares. A organização da atividade deixou a oportunidade para aqueles que querem levar o curso para seu próprio bairro, universidade, escola, etc, aberta. É bem simples, basta entrar em contato com o PCO e informar que quer realizar esse curso, que os camaradas viajarão até onde você está. 

A primeira aula, inaugural de toda a atividade, será apresentada pela companheira Natália Pimenta, dirigente nacional do PCO. Essa primeira aula será dada principalmente para os palestrantes dos demais cursos. Será como uma aula modelo. 

O evento, em geral, terá uma duração de aproximadamente 3 horas e é realizado em único dia. Para essa edição, o valor do ingresso é simbólico, de apenas R$10,00. Esse valor ajudará a sustentação da organização da atividade, como viagens de palestrantes, etc. 

A Editora Causa Operária lançará, ainda, o livro Do Socialismo Utópico ao Socialismo Científico, do revolucionário e fundador do marxismo, Friedrich Engels. Será um texto totalmente editado pelo PCO, com nova edição e notas. Para os companheiros que comprarem o livro, o ingresso do curso sairá de graça. 

Por fim, a formação política é um aspecto fundamental de um partido revolucionário. Para isso, o PCO dedica grande partes dos esforços a organização de atividades que visam educação e formação política, teórica, histórica, etc. 

Neste sentido, convidamos a todos a participarem dessa nova edição da Escola Marxista. Para inscrever-se basta acessar https://escolamarxista.pco.org.br/, preencher o formulário, e escolher um curso de sua preferência. 

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.