Raposas e galinhas festejam a democracia

Resultado do golpe de Estado

Governo anuncia aumento de 7% para gasolina e gás de cozinha

Os golpistas e o imperialismo submetem o povo brasileiro às privações e a inflação corrói o poder de compra dos salários.

O povo brasileiro está sendo extorquido para dar lucros aos acionistas internacionais – Reprodução

Receba o DCO no Email

Na sexta-feira, 8 de outubro, a Petrobras anunciou um novo aumento de 7,2% no preço da gasolina e do gás de cozinha (GLP). De acordo com a administração da petroleira, o preço médio da gasolina passará de R$ 2,78 para R$ 2,98 por litro e o preço médio do GLP subirá de R$ 3,60 para 3,86 por kg, o equivalente a R$ 50,15 por botijão de 13kg.

A parcela da Petrobras na bomba da gasolina nos postos passará para a ser de R$ 2,18 por litro, o que equivale a um aumento de R$ 0,15 por litro. Até o momento a Petrobras não anunciou aumento para o etanol e o diesel, embora tenha aumentado 8,89% no diesel no final de setembro.

Em comunicado, a petroleira disse que o aumento sobre o gás de cozinha acontece após “95 dias de preços estáveis, nos quais a empresa evitou o repasse imediato para os preços internos da volatilidade externa causada por eventos conjunturais”. Os preços refletem, segundo a companhia,  os patamares internacionais de preços do petróleo, a oferta limitada frente à demanda e a cotação do dólar.

O dólar e a cotação do petróleo se tornaram fatores fundamentais para o preço dos combustíveis após o golpe de Estado de 2016, que se materializou com o impeachment fraudulento da presidenta Dilma Rousseff (PT). Michel Temer (MDB), ao assumir o governo federal, implementou a política de Preço de Paridade Internacional (PPI), o que alinhou a empresa brasileira de petróleo com as flutuações do mercado mundial.

O dólar, por sua vez, atingiu a maior cotação frente à moeda brasileira, fechando em  R$ 5,5160.

Os aumentos contínuos nos preços dos combustíveis têm impacto no encarecimento dos gêneros básicos da população. Conforme o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-IBGE), a inflação acumulada dos últimos doze meses atingiu 10,25% Desta taxa, quase 2% é da gasolina. Depois do combustível, os maiores impactos na inflação vieram da energia elétrica (1,25 p.p.), carnes (0,67 p.p.) e gás de cozinha (0,38 p.p.)

A inflação penaliza sobretudo as camadas mais pobres da classe trabalhadora. Quanto menor a renda, maior o impacto na redução do consumo. Milhares de brasileiros tiveram que cortar carnes e outros gêneros da alimentação. O preço do gás de cozinha inviabiliza o uso do fogão e obriga com que milhões tenham que retornar ao uso da lenha para cozinhar.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.