Bolsonaro lança Programa Habitacional: Minha Casa, Minha Milícia

Imprensa operária

Adquira o Jornal Causa Operária 1.172!

O Jornal Causa Operária é o principal instrumento de intervenção política do Partido da Causa Operária junto à classe trabalhadora, a juventude, sindicatos e movimentos populares.

Jornal Causa Operária leva adiante uma luta política e intervém cotidianamente na luta de classes. – Reprodução DCO

Receba o DCO no Email

Entre os dias 02 até 08 de agosto, chegará às ruas de norte a sul do Brasil a edição semanal 1.172 do Jornal Causa Operária.

O Jornal Causa Operária (JCO) é o principal instrumento de intervenção política do Partido da Causa Operária junto à classe trabalhadora, a juventude, sindicatos e movimentos populares. Os militantes do PCO vendem o jornal em centenas de cidades pelo preço de R$ 3,00. A importância de um jornal político impresso reside no fato de que ele concretiza o trabalho de massas, isto é, o semanário permite que os militantes atuem cotidianamente nos bairros, escolas, universidades e fábricas.

Lênin destacou no livro Que Fazer?, escrito em 1902, que o jornal político é um organizador, propagandista e agitador coletivo. O líder da revolução de Outubro apontou a centralidade do jornal único para a construção do partido revolucionário na Rússia, ensinamento que continua sendo fundamental para a luta de classes nos dias de hoje.

A edição 1.172 traz matérias sobre os mais variados temas, de forma a municiar a classe trabalhadora com os conhecimentos políticos necessários para analisar e intervir na atual etapa da luta de classes. A clareza política é um pressuposto para a ação consciente e, como consequência disso, para a vitória dos trabalhadores sobre a burguesia.

O semanário analisa a situação política nacional e internacional marcada pelo dinamismo e em constante movimento. Está aí a importância de ler e adquiri-lo regularmente. Além disso, ao comprar com um militante do PCO a edição semanal 1.172, o  leitor contribui com a construção de uma imprensa operária e independente, que não tem compromisso com os capitalistas e cujo único sentido de existência é a luta pela revolução proletária no Brasil e no mundo.

A luta política é uma luta essecialmente de ideias. O Jornal Causa Operária é um instrumento dos trabalhadores no combate à ideologia burguesa e às confusões políticas que existem no interior da esquerda.

Caderno A

O Caderno A é a parte do jornal mais ligada à política nacional. As matérias escritas pelos militantes e colaboradores exploram uma série de questões. No A2, Rafael Dantas e Eduardo Vasco opinam sobre assuntos candentes do momento. A seção A3 é dedicada aos editoriais e à discussão à Favor e Contra sobre um tema polêmico. No A4, o problema da terceira via é discutido, bem como a operação de infiltração da direita nos atos de rua convocados pela esquerda.

A seção A5 continua a discussão sobre a “terceira via” e o governo Jair Bolsonaro, assim como aborda a campanha de calúnias contra o PCO, que se intensificou após o entrevero com os infiltrados do PSDB no ato da Avenida Paulista. A seção A6, dedicada às polêmicas, aborda o problema político da queima de estátuas e os “amigos” do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), como Huck, Lemann e Doria.

A penúltima parte do primeiro caderno, A7, analisa a situação econômica do País, a inflação e notas curtas que dão um panorama sobre o Brasil. No último caderno, A8, são fornecidas análises sobre a iniciativa do Bloco Vermelho nos atos e fotos das mobilizações, mais vermelhas do que nunca.

Segundo Caderno

A seção B1, dedicada a temas internacionais, denuncia o aprofundamento do bloqueio imperialista contra Cuba – a política do imperialismo “democrático” e humanitário de Joe Biden – e o envolvimento do governo dos Estados Unidos da América no escândalo de espionagem do software Pegasus.

Na sequência, página B2, a seção dos setoriais e coletivos, é discutido o identitarismo, a aliança da direção da UNE com o PSDB e o protagonismo do Coletivo Rosa Luxemburgo na organização do movimento de mulheres pelo Fora Bolsonaro.

Na penúltima folha do Segundo Caderno, o leitor encontrará uma discussão sobre a importância de ampliar os atos de rua, através da convocação dos trabalhadores nos locais de trabalho e moradia e uma análise sobre o produto da “reforma” trabalhista, isto é, 15 milhões de desempregados.

Na última seção, C4, o leitor vai encontrar matérias sobre a situação política e as mobilizações na Colômbia. A crise na Tunísia também é discutida. Para terminar, o jornal oferece um panorama composto de notas curtas sobre a situação internacional

Caderno Cultural

A seção C1 retoma análise do problema do distracionismo do movimento popular, que se expressou no movimento de queimar estátuas ao invés de levar adiante a luta por reivindicações reais. César Chaigneau elaborou uma resenha do interessante livro Lutando na Espanha, de George Orwell.

O C2 realiza um balanço dos dez anos da deflagração da Primavera Árabe, um conjunto de mobilizações no Norte da África e no Oriente Médio que sacudiu o mundo. Por último, na seção C3,  o leitor vai encontrar duas matérias diretamente relacionadas com as exposições teóricas do curso Democracia, Revolução e Socialismo, ministrado pelo companheiro Rui Costa Pimenta na Universidade Marxista do Partido da Causa Operária.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.