Burguesia não está disposta a deixar Lula governar para o povo

Cerimônia de abertura

Confira as falas da abertura da 32­ª Conferência Nacional do PCO

Confira, na íntegra, as falas dos convidados de diversas organizações de esquerda à 32ª Conferência Nacional do PCO

Militantes de todo o Brasil se reúnem em São Paulo para travar uma luta contra o STF – Foto: DCO

Receba o DCO no Email

Neste final de semana, ocorre, em São Paulo, a 32ª Conferência Nacional do Partido da Causa Operária. O evento, convocado de maneira emergencial, possui um tema único: os ataques do Supremo Tribunal Federal contra a liberdade e, mais especificamente, contra a liberdade de expressão.

Por isso, centenas de militantes de todo o País vieram à São Paulo discutir o problema da censura do skinhead de toga contra o Partido. Além disso, será tirado um programa de luta para enfrentar a ditadura do judiciário e, nas ruas, responder às acusações do STF.

No sábado, primeiro dia de Conferência, a atividade se iniciou por uma abertura que contou com a fala de diversos companheiros do PCO e de demais organizações de esquerda, como é o caso da CUT e da APEOESP.

Confira alguns destaques.

Roberto Guido, vice-presidente da APEOESP

O companheiro Guido foi o primeiro convidado a falar na Conferência. Representante do maior sindicato da América Latina, a APEOESP, Roberto Guido denunciou a ditadura do STF contra o Partido, afirmando se tratar de uma perseguição política.

Confira sua fala na íntegra:

Nilson Carneiro Sales, presidente da Associação Nacional dos Anistiados Políticos (ANAP)

O segundo companheiro convidado à fala na abertura da Conferência foi Nilson Carneiro Sales. Presidente da Associação Nacional dos Anistiados Políticos (ANAP), Nilson prestou sua solidariedade à militância do Partido, bem como ao companheiro Rui Costa Pimenta, e relembrou o papel do PCO na luta contra o golpe.

“Falar a verdade passou a ser motivo para ser incluído no inquérito das ‘fake news’ […]”, afirmou o companheiro.

Confira sua fala na íntegra:

Edson Dorta, pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PCO

Representando o Partido da Causa Operária, Edson Dorta, trabalhador dos Correios, ressaltou o papel fundamental do STF ao longo de todo o processo do golpe no País e a importância de travar uma luta agora contra essa ditadura.

“Mais do que nunca, é preciso mostrar que o STF é o elemento fundamental do golpe, não só no Brasil, mas na América Latina e no mundo, o Supremo Tribunal estão em todos os golpes”, afirmou o companheiro.

Confira a fala de Edson na íntegra:

Érico, da Liga Comunista

Em seguida, falou ao Plenário o companheiro Érico, da Liga Comunista. Em sua fala, além de prestar sua solidariedade ao Partido, Érico ressaltou que a esquerda não pode se apoiar em esperanças de que golpistas como Alckmin farão uma frente contra a ditadura que se estabelece no Brasil.

“É a classe trabalhadora reorganizada que vai derrotar os golpistas, o STF e garantir os direitos democráticos da população trabalhadora e o fim desse ciclo golpista”, afirmou Érico.

Confira sua fala na íntegra:

Simone Souza, representante do Coletivo de Mulheres Rosa Luxemburgo e dos Comitês de Luta

Representando o Coletivo de mulheres do Partido da Causa Operária, Simone ressaltou a importância da participação das mulheres na Conferência e, de maneira geral, na luta contra a ditadura do STF.

Além disso, convocou todas as companheiras a participarem do Coletivo e, assim, se organizarem na luta contra ainda mais esta etapa do golpe de Estado no Brasil.

Confira a fala da companheira na íntegra:

Carla Silva, representante das Células Internacionais do PCO

Diretamente da Inglaterra, Carla Silva compareceu à 32ª Conferência Nacional do PCO representando as células do Partido no exterior.

Em sua fala, Carla destacou que a luta do PCO não se limita ao Brasil, “é internacionalista”. Além disso, a companheira denunciou os ataques da burguesia nacional contra os indígenas e a mais recente censura do STF contra a Causa Operária TV.

Confira a sua declaração na íntegra:

Assista ao primeiro dia de Conferência por meio deste link.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.