Divisões

Guaraní-Caiuoá

Candidato ao governo de MS, Magno Souza participa de sabatina

Líder de retomada, índio trabalhador pode denunciar toda o terrorismo que o povo dele e os índios do entorno sofrem diariamente

Magno Souza foi o último entrevistado da rodada de entrevistas de candidatos ao governo de MS – Reprodução

Receba o DCO no Email

O companheiro Magno Souza, candidato ao governo do Mato Grosso do Sul participou da sabatina da Rádio Morena FM, hoje, 18, pela manhã, sendo o último candidato dos 8 no estado a ser entrevistado.

Magno simplesmente desmentiu o relatório policial sobre os crimes do Estado burguês contra os índios de Amambai, veja:

“Sobre essas questões aí, a gente já descobriu muito bem como que aconteceu, nós que somos os índios que lutamos pelo “direito”, essa versão aí é simplesmente tudo errado, ele não vão contar o que é verdade né, eles fizeram um “papel” lá, por baixo dos panos, sem a representação do STF e sem um mandato jurídico, e marcaram o desepjo mesmo, eles foram atacar os indígenas, não tinha nada a ver de droga”, denuncia Magno.

Foram 30 minutos de entrevista, e o candidato Magno do PCO respondeu sobre conflito agrário entre indíos e latifundiários, violência policial envolvendo comunidades indígenas, “dissolver a Polícia Militar e todo aparato repressivo”, saúde, salários de servidores públicos e Lei da Ficha Limpa.

Veja alguns trechos da participação:

Motivação política
Magno responde porque acredita que tem condições de governar Mato Grosso do Sul:

Ocupação de terras
Magno responde como pretende auxiliar na resolução do conflito agrário em MS:

Violência policial
Candidato fala sobre a violência policial nas aldeias

Crimes nas aldeias
Magno responde sobre a existência de crimes dentro das aldeias de MS:

Segurança Pública
Magno explica como pretende promover a segurança em MS:

Plano de governo
Candidato responde sobre as propostas do plano de governo:

Saúde
Magno responde como pretende melhorar a saúde da população, principalmente em relação às cirurgias eletivas:

Sistema Único de Saúde
Magno responde como pretende melhorar a atenção básica à saúde do SUS:

Políticas públicas para o meio ambiente
Magno fala a respeito de políticas públicas para o meio ambiente, principalmente a destinação de resíduos sólidos:

Pobreza e geração de emprego
Candidato fala sobre a geração de emprego para a população indígena:

Perdas salariais
Como o candidato pretende repor as perdas salariais em MS:

Ficha limpa
O candidato responde porque pretende acabar com a lei da ficha limpa e responsabilidade fiscal:

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.