Quem é quem?

Os apoiadores da OTAN, aliados da esquerda pequeno-burguesa

Golpistas no Brasil, imprensa capitalista, tucanos, bolsonaristas, atacam a Rússia e enquadram a maior parte da esquerda brasileira numa posição pró-imperialista

otan nazismo

Uma esquerda a reboque do nazismo – Reprodução

Com o início da operação da Rússia na Ucrânia, no dia 24 de fevereiro, o foco da campanha do imperialismo se dirigiu em grande medida a combater a investida russa contra o avanço da OTAN. Enquanto os países imperialistas faziam da Ucrânia sua base para avançar contra a Rússia, o governo de Vladmir Putin reagiu, e em uma ação defensiva entrou na Ucrânia para combater o avanço das tropas da OTAN. Em meio a esta situação a campanha contra a Rússia se tornou o foco da imprensa imperialista, e de suas filiais ao redor do mundo.

Os verdadeiros assassinos

De Putin como o novo Hitler a assassino de crianças, a campanha caluniosa e cínica do imperialismo vem atingindo níveis absurdos: como forma de “combater” a Rússia, por exemplo, proibiram sessões de exibição das músicas de Tchaikovsky, um dos maiores compositores da história, como também proibiram a cantora soprano de ópera russa Anna Netrebko, a maior da atualidade, de cantar no Metropolitan Opera de Nova York, devido ao fato de ela não ter se colocado contra a Rússia. Ameaças de morte, e uma intensa campanha que está sendo denunciada como “russofobia” tomaram conta da propaganda imperialista, e vem sendo seguido a frente pelos principais setores da extrema-direita mundial.

Se na Ucrânia os nazistas levam a frente a campanha contra a Rússia, no Brasil a campanha vai além do setor bolsonarista, na realidade, está sendo levada a frente por um setor dito “democrático” e que na prática vai assumindo as posições de toda a extrema-direita fascista internacional. Com as declarações de Sérgio Moro e da imprensa burguesa, a terceira-via entrou de vez na campanha nazista contra a Rússia.

Não é Bolsonaro, não são os bolsonaristas, mas sim os “democráticos” da burguesia que vem levando a cabo o principal da política fascista no país. O caso na realidade não é uma surpresa, a terceira-via é de fato o setor principal que orquestrou o golpe de 2016 contra Dilma Rousseff, o setor que mantém o regime golpista de pé e que foi o pai do bolsonarismo no país.

É com a terceira-via que o imperialismo tem seus principais aliados no País e que busca reorganizar o movimento golpista internacional, agora contra a Rússia e a China. E é justamente com estes “nazistas democráticos” que a esquerda pequeno-burguesa brasileira se relaciona.

Aliança com nazista pode?

E não poderia ser diferente, como já denunciado neste mesmo Diário, diversos setores da esquerda pequeno-burguesa brasileira estão completamente infiltradas e controladas pelo imperialismo. Sendo financiadas pelas instituições norte-americanas, como o NED, braço direito da CIA, figuras chave deste setor, como Guilherme Boulos e seu partido, o PSOL, levam a frente a mesma campanha orquestrada pela imprensa imperialista.

Hoje, a esquerda pequeno-burguesa, que oscila entre atacar diretamente a Rússia ou afirmar que há “dois imperialismos em luta” nada mais faz do que se juntar a mesma campanha da terceira-via brasileira, que por si só é a campanha dos nazistas ucranianos.

Agora, virou “normal” e “democrático” a perseguição a russos em toda a parte do mundo. A censura de seus órgãos de imprensa, como também de tudo que envolva a cultura de um dos países mais importantes do mundo de forma criminosa, típica da política nazista de “cancelamento” de tudo que é russo.

Este ataque a Rússia é repercutido no interior da esquerda pequeno-burguesa. Políticos do PSOL, PSTU, entre outros, se esforçam para criar uma “teoria” capaz de justificar o por que devemos nos juntar as tropas da OTAN e combater o “mal” representado por Vladmir Putin. Os mesmos foram aqueles que no passado comemoraram o golpe nazista na Ucrânia em 2014, chamados de “revolução” por estes setores. Agora, de maneira criminosa, vemos estes mesmo setores de juntarem ao que há de mais fascista no Brasil: a terceira-via, o braço direito do imperialismo no país, o mesmo que financia os nazistas e estimula a perseguição contra os russos em todo o globo.

Uma esquerda a reboque do nazismo

Assim, acompanhando o que é considerado como a política “bem pensante” da imprensa “democrática” burguesa brasileira, como a Folha de São Paulo, a esquerda pequeno-burguesa entra de cabeça mais uma vez, e de maneira cada vez mais definitiva, na política do imperialismo.

O problema no entanto é, como foi revelado no caso ucraniano, que cada vez mais a aliança com o imperialismo significa a aliança com os verdadeiros nazistas. Nada de Monark ou qualquer figura secundária que a esquerda pequeno-burguesa decidiu crucificar, agora quem está no jogo são os nazistas de verdade, que crucificam pessoas de verdade, em todo o território ucraniano. É com estas pessoas, é com as tropas criminosas da OTAN que a terceira-via, e a seu reboque, a esquerda pequeno-burguesa se juntam em mais uma investida contra a classe operária mundial.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.