Perseguição Política

Pequim critica hipocricisia de EUA e Inglaterra contra Assange

A China, que sempre é criticada pelo imperialismo por não respeitar os direitos humanos, deixa claro quem são os verdadeiros violadores

574bc552-c5d8-4ce9-ba3e-846a331f0def

Assange – Foto: Reprodução

O ministro do exterior chinês, Wang Wenbin, falou nesta última segunda-feira (20), que o caso envolvendo o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, é um reflexo da hipocrisia em relação ao discurso de liberdade de expressão que tanto os EUA quanto o Reino Unido clamam defender.

Os chineses claramente sabem que os EUA, na realidade, apenas blefam quando o assunto é “democracia” ou “defesa dos direitos democráticos”. A declaração do ministro chinês só corrobora o quanto o imperialismo é nefasto e usa apenas de retórica em relação a conquistas sérias, tais como a liberdade de expressão e manifestação.

Antes, utilizam destas pautas como uma forma de atacar nações e países inteiros que supostamente desrespeitem esses direitos. Ao mesmo tempo em que, na realidade, os próprios países imperialistas desrespeitam o tempo inteiro, em escala mundial, esse tipo de preceito, como vimos no caso das invasões imperialistas no Oriente Médio, nos anos 2000, e agora com Assange.

Nessa última sexta-feira (17), conforme divulgado pela rede imperialista CNN, o próprio WikiLeaks havia salientado, em postagem, que Assange não cometeu crimes e não é nenhum criminoso, enfatizando que ele é apenas jornalista e editor e que está sendo pressionado por fazer seu trabalho. Ainda na declaração, a WikiLeaks afirma que quem ligar para o direito à liberdade de expressão deveria estar profundamente envergonhado pelo fato de que os órgãos britânicos aprovaram a extradição de Assange para os Estados Unidos.

Wang Wenbin ainda salientou a importância do site fundado por Assnage, o WikiLeaks, que foi responsável pela exposição de dezenas de crimes de guerra cometidos pelos EUA nas guerras, por exemplo, no Oriente Médio, como é o caso do Afeganistão e do Iraque.

O ministro chinês ainda revelou que o governo norte-americano tem, há mais de uma década, feito ataques e alegações contra Assange com diversas acusações, tais como abuso sexual, espionagem, abuso de dados computacionais, entre outros, sendo que o Reino Unido, em nenhum momento, hesitou em confirmar tais alegações e cooperar com o governo americano, acelerando os processos. Fato que demonstra a fidelidade britânica aos EUA, de como ambos países têm cooperado na repressão conjunta de certos indivíduos.

Sendo assim, para o ministro do exterior chinês, o caso Assange se configura como um reflexo, um espelho, da hipocrisia desses países citados. Para eles, EUA e Inglaterra, indivíduos que expõe os segredos de outras nações e países que não os deles, são heróis. Porém, aqueles que ousem expor os segredos de ambos os países e seus comparsas serão chamados de criminosos.

EUA e Inglaterra sempre acusam outros países de perseguição política por supressão das imprensas locais, por exemplo. Enquanto isso, tentam se defender suprimindo jornalistas e jornais de todo o mundo sob o pretexto farsesco de alguma lei.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.