URGENTE

Negociações entre Rússia e Ucrânia começaram na Bielorrússia

Segundo o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Bielorrússia, Anatoly Glaz, segunda rodada das negociações já começou

756005182407850

Representantes da Rússia e da Ucrânia se reúnem em Belarus – Foto: Reprodução

– RIA Novosti, tradução do DCO – A segunda rodada de negociações entre a Rússia e a Ucrânia começou na região de Brest, na Bielorrússia, disse à RIA Novosti o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Bielorrússia, Anatoly Glaz.

Como o assessor presidencial Vladimir Medinsky observou anteriormente, para esta reunião, Moscou formou um bloco de propostas de três partes dedicadas aos aspectos técnico-militar, internacional humanitário e político do acordo. De acordo com a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores Maria Zakharova, o departamento espera que a reunião leve “à rápida conclusão desta situação, à restauração da paz no Donbass, ao retorno de todos os povos da Ucrânia a um estado de paz e apenas a vida.”

O gabinete do Presidente da Ucrânia afirmou anteriormente que “a questão chave das negociações é um cessar-fogo imediato e a retirada das tropas” do território do país.

A primeira rodada de negociações ocorreu na região de Gomel. Moscou foi representada pelo assessor presidencial Vladimir Medinsky, vice-ministro das Relações Exteriores Andrei Rudenko, vice-ministro da Defesa Alexander Fomin, chefe do Comitê de Assuntos Internacionais da Duma Leonid Slutsky e embaixador russo na Bielorrússia Boris Gryzlov .

De Kiev, Ministro da Defesa Oleksiy Reznikov, chefe da facção Servo do Povo David Arakhamia, vice-chanceler Mykola Tochitsky, conselheiro do chefe do gabinete presidencial Mykhailo Podolyak, deputado da Verkhovna Rada Rustem Umerov, e o primeiro vice-chefe da delegação ucraniana ao Grupo de Contato Trilateral Andriy Kostin vieram à reunião.

Após as discussões, os participantes partiram para consultas nas capitais.

Em 21 de fevereiro, Vladimir Putin , em resposta aos pedidos das repúblicas do Donbass e após o apelo dos deputados da Duma do Estado, assinou decretos reconhecendo a soberania da LPR e da DPR . No início da manhã de 24 de fevereiro, a Rússia lançou uma operação militar especial para desmilitarizar a Ucrânia. Segundo o Ministério da Defesa, as Forças Armadas atacam apenas a infraestrutura militar e as tropas ucranianas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.