Morar na rua é crime e paga multa: a última invenção nos EUA

NEW YORK, NY - SEPTEMBER 10: A homeless man sleeps under an American Flag blanket on a park bench on September 10, 2013 in the Brooklyn borough of New York City. As of June 2013, there were an all-time record of 50,900 homeless people, including 12,100 homeless families with 21,300 homeless children homeless in New York City. (Photo by Spencer Platt/Getty Images)

O coração do imperialismo, o país da liberdade, da democracia, das oportunidades, é, ao mesmo tempo, o país mais farsante, superficial e assassino do mundo. Os EUA têm um longo histórico de tentativas de levar a civilidade e progresso para outros países, contudo, trata sua população pobre e trabalhadora como lixo, afinal, nos EUA, você é a quantidade de dinheiro que você tem.

Sem alternativas para lidar com os moradores de rua, os EUA, uma das maiores potências do mundo, resolveram que, para erradicar o problema de pessoas morando na rua, o certo será cobrar multas e criminalizar quem é pego dormindo na rua mais de uma noite, projeto de lei que prevê uma sentença que pode ir de multa à prisão por 90 dias. Essa é mais uma prova de que o capitalismo não se recupera mais dessa crise.

Segundo as Estatísticas do Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano dos EUA, em 2018 o número de pessoas sem teto no país chegou a 552.830, e 67% vivem só, já os outros 33% são famílias com crianças. Esse é um dos maiores números de sem-teto do mundo e esse é o país em que os golpistas bolsonaristas tanto querem se espelhar. Os EUA não consegue resolver os problemas de seu país porque estão muito ocupados invadindo e destruindo os países pobres.

Aqui no Brasil, é provável que os elitistas João Doria, Witzel, Moro, etc. queiram imitar essa lei, já que os golpistas daqui adoram copiar o que há de pior nos EUA. A extrema-direita se utiliza desses mecanismos porque suas políticas de bem-estar fracassaram, o capitalismo conseguiu produzir tanta coisa, mas, em contrapartida, produz uma quantidade exorbitante de miséria, deixando um rastro de fome e destruição por onde passa.

Criminalizar a população sem-teto é um dos maiores absurdos que a extrema-direita poderia tentar. Não se pode culpar essas pessoas pobres, que perderam tudo – ou que nunca tiveram – por algo que foge do controle delas, querer um lugar para morar não é o mesmo que poder ter um lugar para morar. O modelo econômico assassino que é o capitalismo faz com que poucos tenham mansões, mas que muitos precisem dormir nas ruas e, com muita sorte, em algum abrigo decente.

É preciso lutar pela derrubada do imperialismo, que avilta sua própria população e determina que tudo precisa gerar algum lucro, até as desgraças sociais. Essa lógica de tudo ser privado nos EUA só piora a situação, a classe pobre e trabalhadora não consegue sustentar uma vida confortável num país desse e acaba nessas situações por causa, unica e exclusivamente, do imperialismo e da extrema-direita, capitalista, que sustenta seus bolsos através desse tipo de situação degradante de um povo sofrido.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.