Menu da Rede

Enquanto EUA e Europa se imunizam, África vacina apenas 1,6%

Anterior
Próximo

Londres: atos internacionais exigem liberdade para Lula

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Da redação – Os integrantes do Comitê de Combate ao Golpe e Liberdade de Lula Freedom4LulaUK (Londres), junto a integrantes do Comitê de solidariedade à Lula chamado Free Lula e ativistas latino americanos, organizaram atos para o dia 13 de agosto das 17:00 as 20:00 (hora local) na capital inglesa. Para unificar toda comunidade de ativistas brasileiros, latino-americanos e sindicalistas locais e membros do Labour Party. E o Freedom4LulaUK chamou também (seguindo a sugestão do PCO) um ato para o dia 15 no mesmo horário junto à mesma audiência. 

Luiz Inácio Lula da Silva, a principal liderança popular brasileira da atualidade, destacou-se como líder operário na década de 1970 e quando foi presidente do Brasil suas políticas sociais de enfrentamento à fome e à pobreza ficaram conhecidas internacionalmente.

Após o Golpe de Estado, que em 2016 afastou injustamente a presidenta Dilma Rousseff, a ofensiva conservadora também se dá pela criminalização das lideranças populares do país. Na continuidade deste processo, Lula recebeu uma absurda ordem de prisão em abril, após ser condenado injustamente em janeiro deste ano, em um processo sem provas materiais e repleto de anomalias jurídicas.

Lula já leva mais de cem dias preso em uma cela individual na sede da Polícia Federal na cidade de Curitiba, onde recebe carinhosamente as muitas notícias das manifestações, em todos os cantos do mundo, em solidariedade e pela sua Liberdade imediata.

No dia quinze de agosto de 2018, as organizações e militantes brasileiros que lutam pela liberdade de Lula e seu direito de ser candidato, se mobilizarão para acompanhar o registro de sua candidatura à presidência. Nos dias anteriores, as manifestações internacionais de solidariedade serão fundamentais.
Dessa forma, convocam toda a comunidade internacional que defende a democracia e os direitos humanos – governos, organizações sindicais, sociais e populares, ativistas, artistas, intelectuais, religiosos, jornalistas, políticos, etc. –, para sair às ruas.

Veja o evento no facebook à seguir:

https://www.facebook.com/events/640420319659190/

Segue o texto encontrado na página do evento:

Denunciar que Lula é um preso político do Golpe de Estado no Brasil e lutar pela Liberdade imediata de Lula e pelo seu direito de ser candidato à presidente;
– Organizar mobilizações em frente às embaixadas e consulados brasileiros no exterior;
– Entregar Cartas e declarações pela Liberdade de Lula, assinada por organizações, líderes populares, intelectuais, parlamentares, etc.;
– Dar visibilidade nas redes sociais das hashtags #LulaLivre #FreeLula #LulaLibre;

13 de Agosto de 2018

Luiz Inácio Lula da Silva, a principal liderança popular brasileira da atualidade, destacou-se como líder operário na década de 1970 e quando foi presidente do Brasil suas políticas sociais de enfrentamento à fome e à pobreza ficaram conhecidas internacionalmente.
Após o Golpe de Estado, que em 2016 afastou injustamente a presidenta Dilma Rousseff, a ofensiva conservadora também se dá pela criminalização das lideranças populares do país. Na continuidade deste processo, Lula recebeu uma absurda ordem de prisão em abril, após ser condenado injustamente em janeiro deste ano, em um processo sem provas materiais e repleto de anomalias jurídicas.
Lula já leva mais de cem dias preso em uma cela individual na sede da Polícia Federal na cidade de Curitiba, onde recebe carinhosamente as muitas notícias das manifestações, em todos os cantos do mundo, em solidariedade e pela sua Liberdade imediata.
No dia quinze de agosto de 2018, as organizações e militantes brasileiros que lutam pela liberdade de lula e seu direito de ser candidato se mobilizarão para acompanhar o registro de sua candidatura à presidência. Nos dias anteriores, as manifestações internacionais de solidariedade serão fundamentais.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.