• Capa
  • Europa
  • Rússia não recebeu ligação dos EUA para negociar o Start III

Desmentindo

Rússia não recebeu ligação dos EUA para negociar o Start III

O chanceler russo, Sergey Lavrov, garantiu hoje que não recebeu nenhuma ligação dos Estados Unidos para retomar as negociações do acordo que substituirá Start III

sergei lavrov

Sergei Lavrov – Reprodução

─ Prensa Latina ─ “Eles têm o hábito de anunciar coisas pelo microfone e depois esquecê-las. Não nos pediram para retomar as negociações”, disse o chanceler em entrevista coletiva em Naypyidaw, Mianmar, onde está realizando uma visita de trabalho, segundo revisou o Ministério das Relações Exteriores.

Lavrov especificou que duas rodadas de negociações foram realizadas no ano passado , “depois das quais o lado dos EUA fez uma pausa e ainda estamos aguardando sua proposta de retomá-las”, detalhou.

Nesse sentido, na segunda-feira passada o presidente da nação eurasiana, Vladimir Putin, em mensagem dirigida aos participantes da décima conferência do Tratado de Não-Proliferação Nuclear, lembrou que Moscou cumpre seus compromissos de controle e redução de armas em um quadro de acordos bilaterais com Washington.

A esse respeito, o presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou em seu discurso aos participantes da conferência que seu país está disposto a negociar “rapidamente” com a Rússia um novo quadro de controle de armas que substituirá o Start III, que expira em 2026.

No entanto, o chefe de Estado norte-americano condicionou a análise do acordo ao conflito na Ucrânia, que descreveu como “um ataque aos princípios fundamentais da ordem internacional”, ao afirmar que a Rússia deve “demonstrar a sua disponibilidade para retomar o trabalho de controlo de armas nucleares” com Washington.

Quanto ao possível processo de negociação, a Casa Branca insiste que as discussões sobre esse assunto devem incluir a China, já que “ela também tem responsabilidade como Estado com armas nucleares”.

Nesse contexto, o ministro das Relações Exteriores da Rússia sublinhou na quarta-feira que seu país assume que a China decidirá por si mesma se participará das negociações quando elas forem retomadas. “Os estadunidenses estão muito cientes de nossa posição”, concluiu.

O Start-III é atualmente o único acordo entre Moscou e Washington no campo do desarmamento nuclear.

Esse tratado estabeleceu em 2010 a redução das partes das armas estratégicas ofensivas implantadas em sete anos, de modo que a soma de foguetes balísticos intercontinentais, mísseis submarinos e bombardeiros pesados desse tipo não ultrapassasse 700.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.