• Capa
  • Europa
  • Rússia destruiu helicóptero Mi-8 e drone Bayraktar da Ucrânia

Sistema antiaéreo

Rússia destruiu helicóptero Mi-8 e drone Bayraktar da Ucrânia

Desde o começo da operação especial na Ucrânia, as forças da Rússia destruíram mais de 2.100 alvos militares ucranianos

17887632_8-0-634-352_1280x0_80_0_0_ebded26d9a204a8880e15d7445751e0b

Local da queda do helicóptero Mi-8. – Foto: Sputnik

─ Sputnik News ─ A Força Aeroespacial da Rússia afirma ter eliminado várias aeronaves das Forças Armadas da Ucrânia durante este sábado (5).

A Força Aeroespacial da Rússia destruiu quatro caças Su-25 da Força Aérea da Ucrânia, disse aos jornalistas Igor Konashenkov, representante oficial do Ministério da Defesa da Rússia.

“Durante combate aéreo perto de Zhitomir foram derrubados quatro aviões Su-27 das Forças Armadas da Ucrânia, e um sistema de defesa antiaérea perto de Nezhin derrubou um Su-25. Além disso, as forças de defesa antiaérea destruíram um helicóptero Mi-8 da Força Aérea da Ucrânia e um veículo aéreo não tripulado Bayraktar TB-2″, declarou neste sábado (5) o general.

No total, ele disse que desde o começo da operação especial na Ucrânia, as forças da Rússia destruíram mais de 2.100 alvos militares ucranianos.

“Só durante 5 de março foram destruídos: cinco radares, dois sistemas de defesa antiaérea Buk M-1. Durante toda a operação foram atingidos 2.119 objetos da infraestrutura militar da Ucrânia, entre eles 74 postos de comando e controle das Forças Armadas da Ucrânia; 108 sistemas de defesa antiaérea S-300, Buk M-1 e Osa, e também 68 radares”, detalhou Konashenkov.

Além disso foram destruídos, indica o representante, “69 aviões aterrissados e 21 aviões no ar, 748 tanques e outros veículos blindados armados, 76 lança-foguetes múltiplos, 274 peças de artilharia de campo e morteiros, 532 peças de veículos militares especiais, e 59 veículos aéreos não tripulados”.

O membro do Ministério da Defesa russo referiu que as forças da Rússia capturaram mais sete localidades, mencionando Malaya Tokmachka, Marfopol, Remarka, Novokarlovka, Orlinskoe, Volodino e Malinovka.

Igor Konashenkov afirmou que o lado ucraniano não aproveitou o cessar-fogo anunciado para desconversar os nacionalistas em parar os ataques, e que isso levou a uma resposta da Rússia.

Segundo ele, esse regime foi instaurado entre as 10h00, horário local (04h00, no horário de Brasília), e 17h00, horário local (11h00, no horário de Brasília) para evacuar a população em Mariupol e Volnovakha, controladas pela Ucrânia, mas “nenhum civil conseguiu sair”.

“Batalhões nacionalistas aproveitaram o cessar-fogo para se reagrupar e reforçar suas posições. Tendo em conta a relutância do lado ucraniano em fazer alguma coisa com os nacionalistas ou prorrogar o cessar-fogo, às 18h00 de Moscou [12h00, no horário de Brasília] foram retomadas ações de avanço [russas]”, acrescentou o general.

O porta-voz militar apontou também que as forças das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk estão capturando novas localidades, e avançaram sete quilômetros.

“Um agrupamento das forças da República Popular de Lugansk continuou o avanço e tomou as localidades de Golikovo, Nevskoe e Katerinovka. As unidades das Forças Armadas da República Popular de Donetsk assumiram o controle das localidades de Zachatovka, Khlebodarovka, Novotatarovka, Zatishye e Mirnoe”, notou.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.