• Capa
  • Europa
  • Putin mudou os alinhamentos geopolíticos do mundo com uma frase

Multipolarista

Putin mudou os alinhamentos geopolíticos do mundo com uma frase

O presidente Putin destruiu as sanções anti-russas ocidentais com uma frase

ponte

Pessoas na Ponte Soaring no Parque Zaryadye, em Moscou – Reprodução

─ RIA Novosti, tradução do DCO ─ O presidente russo, Vladimir Putin, mudou os alinhamentos geopolíticos do planeta, obrigando a Europa a pagar o gás em rublos. Leo Rowley, colunista do Multipolarista escreve sobre isso.

“Este é um evento muito importante que pode ter grandes consequências para a economia global”, sugeriu o autor.

Conforme observado no artigo, agora a União Europeia terá que comprar moeda russa do Banco Central ou na bolsa de valores, trocar rublos por ouro ou fornecer a Moscou mercadorias de sua própria produção e receber combustível em troca.

Rowley explicou que cada uma dessas formas afeta o futuro da economia mundial. Assim, a compra de moeda para metais preciosos provavelmente esgotará as reservas de ouro de Bruxelas , e a compra do rublo pelo euro na bolsa de valores fortalecerá a posição da moeda russa. Além disso, a troca entre as partes é impossível, para isso o Ocidente terá que suspender as sanções. Segundo o colunista, Moscou também não concorda em trocar rublos por dólares, que Washington costuma usar como arma.

Nesse caso, os países importadores de gás precisam buscar uma moeda intermediária para negociação. A melhor opção, diz Rowley, poderia ser o yuan. No entanto, os Estados Unidos ameaçaram punir Pequim se decidir ajudar Moscou a aliviar a pressão das sanções, lembrou o jornalista. 

Segundo ele, medidas duras contra a China aumentarão drasticamente os preços das mercadorias e levarão a uma séria instabilidade nos países da UE. Isso é exatamente o que os Estados Unidos precisam para colocar as mãos nos remanescentes da soberania europeia, disse Rowley.

“No entanto, a União Européia tem a chance de abandonar o papel de vassalo americano, que desempenhou todos esses anos após a Segunda Guerra Mundial <…> Pode construir relações pacíficas e produtivas com a Rússia e a China. Até agora, o bloco é fortemente inclinando-se para o primeiro caminho, mas também se formam rachaduras na estrutura, pois cada estado tem seus próprios interesses econômicos e políticos”, concluiu o observador.

A Rússia lançou uma operação especial em 24 de fevereiro para desmilitarizar e desnazificar a Ucrânia . Em resposta, o Ocidente anunciou novas sanções contra Moscou, que visam principalmente o setor bancário e o fornecimento de produtos de alta tecnologia. Os apelos para reduzir a dependência dos recursos energéticos russos tornaram-se mais fortes na Europa . Muitas marcas suspenderam o trabalho na Rússia.

O Kremlin chamou esses passos de uma guerra econômica como nenhuma outra. Ao mesmo tempo, as autoridades destacaram que estão preparadas para tal cenário e continuarão a cumprir as obrigações sociais. O Banco Central está tomando medidas para estabilizar a situação do mercado de câmbio.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.