• Capa
  • Europa
  • Putin garante segurança aos militares que se renderem em Azovstal

Segurança garantida

Putin garante segurança aos militares que se renderem em Azovstal

em conversa com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, garantiu que os militaresque se renderem na fábrica Azovstal, em Mariupol, terão sua segurança garantida

putin telefone

Presidente da Rússia, Vladmir Putin – Reprodução

─ Sputnik News ─ “Foi sublinhado que, depois de libertar Mariupol, por razões humanitárias, foi dada a ordem para cancelar o assalto à zona industrial da fábrica Azovstal. Ao mesmo tempo, a todos os militares ucranianos, militares dos batalhões nacionalistas e mercenários estrangeiros que se renderem é garantida a vida e serão tratados dignamente, conforme o direito internacional, além de receberem atendimento médico qualificado. Mas o regime de Kiev não admite usar esta possibilidade”, declarou.

Putin em conversa com Michel apresentou principais posições russas quanto à operação russa de proteção das repúblicas de Donbass, informa Kremlin.

O mandatário russo chamou atenção de Michel para as declarações irresponsáveis de representantes da UE sobre a necessidade de resolver a situação na Ucrânia através da força militar.

“Foi chamada a atenção para as declarações irresponsáveis de representantes da União Europeia sobre a necessidade de resolver a situação na Ucrânia através da força militar, bem como ignorar os diversos crimes de guerra das forças de segurança da Ucrânia. Foi sublinhado que Bruxelas poderia influenciar as autoridades de Kiev no sentido de forçá-las a parar o bombardeio massivo contra assentamentos de Donbass e outras violações grosseiras do direito humanitário internacional”, destacou.

Ao comentar um possível encontro com o presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, o mandatário russo afirmou que esta possibilidade dependerá, nomeadamente, dos resultados das negociações.

“Charles Michel informou sobre os contatos com os líderes ucranianos durante sua recente visita a Kiev […] Reagindo ao pedido de Charles Michel para realizar um contato direto com Vladimir Zelensky, o presidente russo reconfirmou sua posição, já conhecida sobre o assunto, de que essa possibilidade dependerá, nomeadamente, dos resultados concretos das negociações entre os representantes russos e ucranianos, durante as quais o lado ucraniano demonstra incoerência e não está pronto para procurar soluções mutuamente aceitáveis”, declarou.

Libertação de Mariupol

Anteriormente, o Ministério da Defesa da Rússia afirmou que a Rússia está pronta para implementar um regime de cessar-fogo para evacuar militares da Ucrânia e, se houver, civis da metalúrgica Azovstal em Mariupol.

Na quinta-feira (21), as Forças Armadas da Rússia e as forças da Milícia Popular de Donetsk libertaram Mariupol. No mesmo dia, Vladimir Putin, presidente da Rússia, ordenou para se parar a investida contra militares ucranianos na zona industrial de Mariupol.

Na ocasião, Putin também afirmou que não era preciso penetrar nos subterrâneos da fábrica, mas sim bloquear completamente seu território, para que nada pudesse entrar.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.