• Capa
  • Europa
  • EUA impõem novas sanções contra a Rússia

Mais sanções

EUA impõem novas sanções contra a Rússia

Os Estados Unidos impuseram novas sanções contra a Rússia, incluindo 13 indivíduos na lista restritiva

Edifício do Tesouro dos EUA em Washington DC

Edifício do Tesouro dos EUA em Washington DC – Reprodução

Os Estados Unidos expandiram as sanções contra a Rússia para incluir 13 pessoas físicas e mais de 30 pessoas jurídicas na lista restritiva, disse o Departamento do Tesouro dos EUA em comunicado.

De acordo com a lista publicada, as restrições afetaram, entre outras coisas, a ex-atleta Alina Kabaeva , os empresários Melnichenko, Guryevs, Ponomarenko, Pumpyansky e Rashnikov. No entanto, não se aplicam ao PhosAgro , ao aeroporto de Sheremetyevo e ao Eurochem.

Além disso, as sanções afetaram o chefe da administração de Mariupol Konstantin Ivashchenko, o chefe da administração da região de Kherson Vladimir Saldo e seu vice Kirill Stremousov .

Entre as empresas da lista estavam um fundo, um instituto e um technopark em Skolkovo , além da MMK.
Além disso, novas sanções dos EUA se estenderam a dois iates supostamente associados a indivíduos russos.

Washington também impôs restrições de visto a 893 funcionários russos, incluindo membros do Conselho da Federação e militares, e 31 funcionários de terceiros países por apoiar a anexação da Crimeia à Rússia , anunciou o Departamento de Estado.

Após o início de uma operação militar especial para desnazificar e desmilitarizar a Ucrânia, o Ocidente intensificou a pressão das sanções sobre Moscou . As medidas restritivas afetaram principalmente o setor bancário e os produtos de alta tecnologia. Muitas marcas anunciaram sua retirada da Rússia.

Moscou chamou essas medidas de guerra econômica, observando que estava pronta para tal cenário. O Banco Central está tomando medidas para estabilizar a situação no mercado de câmbio, graças ao qual o rublo se fortaleceu significativamente em relação ao dólar e ao euro, quebrando as máximas de cinco anos. A Rússia também transferiu os pagamentos de fornecimento de gás para países hostis em rublos.

Outro passo para combater o impacto das sanções ocidentais foi o plano elaborado pelo governo, que inclui cerca de uma centena de iniciativas. O valor de seu financiamento será de cerca de um trilhão de rublos.

Ao mesmo tempo, no Ocidente, as restrições provocaram um aumento recorde nos preços dos combustíveis e alimentos.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.