• Capa
  • Europa
  • Donetsk relata 68 disparos das forças da Ucrânia nesta madrugada

Perigo de guerra

Donetsk relata 68 disparos das forças da Ucrânia nesta madrugada

Segundo república autoproclamada, Kiev tem feitos ataques perigosos que podem levar a uma guerra

donetsk

Militares da República Popular de Donetsk abandonam posto – Reprodução

─ Sputnik News ─ “Das 5h30 às 9h00 (das 23h30 às 3h00 no horário de Brasília) foram registrados disparos por parte das unidades armadas da Ucrânia na direção dos povoados de Novolaspa, Gorlovka, Dzerzhinskoe, Dolomitnoe, Verkhnetoetskoe. No total foram disparados 68 granadas de morteiro e projéteis de calibre 122 mm e 120 mm”, disse o representante da entidade.

Ruslan Yakubov, chefe da representação da RPD no Centro Comum de Controle e Coordenação do Regime de Cessar-Fogo, informou à Sputnik que, ao usar morteiros e artilharia, Kiev ignora os acordos de Minsk.

O representante da milícia popular da RPD salientou que as peças de artilharia das Forças Armadas ucranianas posicionadas perto dos assentamentos de Donbass, proibidas pelos acordos de Minsk, indicam que as tropas de Kiev estão se preparando para resolver o conflito pela força.As forças ucranianas estão provocando os militares da autoproclamada república de Lugansk para que estes reajam e retaliem os ataques, permitindo à Ucrânia iniciar hostilidades ativas, disse aos jornalistas o representante oficial das forças militares da RPL, Ivan Filiponenko.

“Só nas últimas 24 horas, o Exército ucraniano realizou 29 disparos de armamentos pesados […] Consideramos que estes disparos têm por objetivo provocar a Milícia Popular a fazer fogo de retaliação, a fim de criar um pretexto para iniciar uma agressão ucraniana em Donbass”, declarou.

Filiponenko acrescentou que as forças ucranianas planejam romper a linha de defesa da república de Lugansk e cortar as conexões de transporte com a república de Donetsk perto da cidade de Svetlogorsk.Além disso, os militares de Lugansk declararam que o Exército ucraniano está usando veículos aéreos não tripulados na linha de separação em Donbass.Durante a última série de reuniões e negociações, os países ocidentais que prestam apoio diplomático e militar à Ucrânia apelaram repetidamente a Kiev para implementar os acordos de Minsk.

Estes acordos, assinados em fevereiro de 2015, preveem um cessar-fogo entre o Exército ucraniano e as forças das autoproclamadas repúblicas de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL).

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.