• Capa
  • Europa
  • Civis de Bucha morreram nas mãos das Forças Armadas da Ucrânia

Imprensa imperialista admite

Civis de Bucha morreram nas mãos das Forças Armadas da Ucrânia

Nebenzya: A mídia ocidental reconheceu que muitos moradores de Bucha morreram de artilharia ucraniana

Vasily Nebenzya, Representante Permanente na ONU

Vasily Nebenzya, Representante Permanente na ONU – Reprodução

─ RIA Novosti, tradução do DCO ─ A mídia ocidental teve que admitir que muitos moradores da Bucha ucraniana morreram devido a projéteis de artilharia das Forças Armadas da Ucrânia, disse Vasily Nebenzia, representante permanente da Rússia nas Nações Unidas, em uma reunião do Conselho de Segurança da ONU.
“Um exemplo flagrante é o incidente com a morte de civis em Bucha , promovido pela mídia ocidental por ordem de seus governos, que foi atribuído aos militares russos. Todos os fatos e evidências objetivas foram abafados por eles. Em vez disso, falsificações absolutas foram fiados”, disse.

No entanto, segundo ele, “sob a pressão dos fatos, no final, até a mídia ocidental foi forçada a admitir que muitos civis em Bucha morreram não por ferimentos de bala, como alegado pela Ucrânia , mas por granadas de artilharia de um tipo ultrapassado , que foram usados ​​pelas Forças Armadas da Ucrânia durante o bombardeio desta cidade.”

O Ministério da Defesa da Rússia chamou todas as fotografias e materiais de vídeo publicados pelo regime de Kiev, supostamente testemunhando “crimes” em Bucha, chamados de “outra provocação”.
Conforme observado no departamento, durante o tempo em que este assentamento estava sob o controle das forças armadas russas, nenhum morador local sofreu ações violentas.

O ministério enfatizou que todas as unidades deixaram completamente Bucha em 30 de março, e as saídas da cidade na direção norte não foram bloqueadas, enquanto os arredores do sul, incluindo áreas residenciais, foram disparados 24 horas por tropas ucranianas de artilharia de grande calibre, tanques e múltiplos sistemas de foguetes de lançamento.

Em 24 de fevereiro, a Rússia lançou uma operação especial para desnazificar e desmilitarizar a Ucrânia . Como enfatizou Vladimir Putin , seu objetivo é “proteger as pessoas que foram submetidas a bullying e genocídio pelo regime de Kiev por oito anos”. Segundo o Ministério da Defesa, os militares russos atacam apenas a infraestrutura militar e as tropas ucranianas, nada ameaça a população civil. O principal objetivo da operação no departamento foi chamado de libertação de Donbass.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.