• Capa
  • Europa
  • Censura à imprensa russa: liberdade de expressão por conveniência

Mordaça

Censura à imprensa russa: liberdade de expressão por conveniência

A liberdade de expressão é mais uma das bandeiras levantadas apenas de maneira demagógica pelo imperialismo

f0028008-2

A UE aumenta suas sanções contra a Rússia e proíbe a RT e a Sputnik de transmitir na Europa. – Foto: Reprodução

─ Lianet Rojas, Granma ─ A censura inconsciente da União Européia à Rússia Today e ao Sputnik, veículos de mídia russos que mantiveram a cobertura ao vivo da operação militar especial na Ucrânia e dos eventos associados ao conflito, é uma notícia significativa.

O membro do Bureau Político do Partido Comunista de Cuba e ministro das Relações Exteriores Bruno Rodríguez Parrilla falou no Twitter para denunciar o silenciamento.

Artigos Relacionados

«Ao tentar amordaçar a mídia russa, grandes empresas de tecnologia decidiram restringir o acesso à informação para milhões de cidadãos do mundo, rotulando arbitrariamente jornalistas e limitando o acesso a serviços e tecnologias de informação e comunicação», disse o ministro das Relações Exteriores.

Também alegou que, paradoxalmente, «essas mesmas empresas também estão apoiando a divulgação de notícias falsas, a manipulação de informações e a proliferação de mensagens discriminatórias e de ódio. A hipocrisia dos poderosos que usam todas as armas disponíveis para seu próprio benefício é demais».

A jornalista Patricia Villegas, presidenta da Telesur, também expressou sua solidariedade e destacou as semelhanças vividas pela Telesur em momentos decisivos para a América Latina e o Caribe.

O presidente da Prensa Latina, Luis Enrique González, também participou da rejeição. Acrescentou que o que aconteceu nos últimos dias contra ambos os meios de comunicação está muito longe da necessidade atual de enfrentar notícias falsas, e priva a informação de objetividade.

Yailin Orta Rivera, diretora do jornal Granma, disse que, mais uma vez, aqueles que fingiram se apresentar como defensores da liberdade de expressão são os primeiros a restringi-la, limitá-la e manipulá-la. «O jornal Granma tem sofrido com este tipo de práticas hostis e arbitrárias, com as quais o objetivo é tornar a voz de Cuba invisível», acrescentou.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.