• Capa
  • Europa
  • Ao ajudar Zelensky, ocidente está caminhando para a exaustão

Crise imperialista

Ao ajudar Zelensky, ocidente está caminhando para a exaustão

Os países ocidentais que apoiam o regime de Kiev devem elaborar uma nova estratégia pois, caso contrário, vão acabar em exaustão

vladmir zelensky

Vladmir Zelensky, presidente da Ucrânia – Reprodução

─ Sputnik News ─ Segundo Hyman, a crise ucraniana, cujo fim não se antevê, coloca perante a União Europeia e os EUA cada vez mais dúvidas sobre o apoio a Zelensky. O colunista lembrou que o Partido Republicano nos EUA está cada vez menos seguro sobre a necessidade de gastar “montantes astronômicos” para fornecer armas a Kiev.

Ao mesmo tempo, os partidos alemães de direita e esquerda demonstram a sua discordância com o rumo político do chanceler Olaf Scholz, enquanto o líder francês Emmanuel Macron se manifesta contra “humilhar a Rússia”, já que até a própria geografia da Europa, junto com a história, exigem um compromisso.

“Zelensky deixou bem claro: a Ucrânia vai exigir dos seus parceiros cinco bilhões de dólares (R$ 26 bilhões) por mês. […] O cumprimento sem fim dos acordos com a Ucrânia é pouco provável. Quanto mais o conflito se prolongar, cada vez mais europeus, junto com os seus políticos, começarão a duvidar de tais investimentos. Os aliados da Ucrânia estão caminhando para a recessão, já sofrendo com o nível alto de inflação. Estão enfrentando tais desafios como alterações climáticas, calor extremo, incêndios, secas, exigências sociais dos seus próprios cidadãos, crises em outras partes do mundo, especialmente na África, impostos altos e problemas políticos no terreno”, especificou Hyman.

Em meio a tal crise abrangente, as reclamações de Kiev para aumentar o fornecimento de armas e dinheiro estão perdendo sua aura heroica.

“Talvez a persistência de Zelensky passe a parecer cada vez mais presunçosa, crítica, exigente, determinada, gananciosa e insaciável. A Ucrânia não é o único problema do Ocidente, não é mesmo o principal”, concluiu o colunista.

Em meio à operação especial para libertar Donbass, os países ocidentais seguem inundando a Ucrânia com armas. Moscou tem repetidamente declarado que o fornecimento de armas a Kiev apenas prolonga o conflito, enquanto os transportes carregando o armamento se tornam um alvo legítimo para os militares russos. Como salientou o porta-voz do presidente russo Dmitry Peskov, as ações do Ocidente apenas terão um efeito contraproducente.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.