• Capa
  • Europa
  • Há 5 anos, britânicos votavam pela saída da UE

Brexit

Há 5 anos, britânicos votavam pela saída da UE

A extrema direita faz e acontece diante da falta de ousadia da esquerda

Xenofobia-870x580

Insatisfação popular contra o regime foi canalizada pela extrema-direita devido à dependência da esquerda da burguesia – Foto: Reprodução

Redação do DCO

Em 23 de junho de 2016, o referendo conhecido popularmente como BREXIT (Britain+ Exit) fruto de um manifesto apresentado no parlamento do Reino Unido pelo Partido Conservador, aprovava a saída da Grã Bretanha do bloco econômico europeu com uma vitória por vantagem de pouco mais de um milhão de votos ,cerca de 52% dos votos válidos em votação que contou com a participação de mais de 30 milhões de pessoas.

Os percentuais de votação nos países dentro do Reino Unido foram:

Inglaterra: 53,4 % favoráveis ao Brexit

País de Gales: 52,5% favoráveis ao Brexit

Escócia: 62% contrários ao Brexit

Irlanda do Norte: 55,8% contrários ao Brexit.

Os defensores da saída do Reino Unido da União Européia argumentavam que o bloco traria um déficit democrático que segundo eles mina a soberania nacional de seus membros. Para essa parcela da população a saída do país permitiria que a nação tivesse maior controle da imigração, gerando uma diminuição pela busca de serviços públicos, habitação e emprego; geraria uma economia de bilhões, devido às taxas pagas pelo país ao bloco; e daria autonomia para o Reino Unido firmar seus próprios acordos comerciais, libertando-se da burocracia e das políticas regulamentadoras da UE, que são classificadas por eles de “desnecessárias e caras”.

O referendo pelo BREXIT conseguiu, na verdade, canalizar da população britânica o sentimento anti sistema que estava represado em busca de uma saída radical que jamais foi oferecida pela esquerda e que acabou por deixar o caminho aberto para a demagogia da extrema direita .

Segundo Giorgio Romano, professor de Relações Internacionais da Universidade Federal do ABC (UFABC): “a esquerda impulsionou os movimentos nacionalistas ao não reconhecer que havia preocupações legítimas por parte da população. Subestimou-se o problema em um momento em que você tem vários fenômenos simultâneos: a crise de 2008, transformações radicais no mercado de trabalho e a imigração. Quando tudo isso se mistura, gera incertezas. A esquerda não soube se renovar e escutar a população”.

Mesmo aprovado o plebiscito em 2016, as incertezas sobre saída do Reino Unido permaneceram. Em março de 2017, os termos de saída começaram a ser negociados porém não foram encerrados devido a inúmeros trâmites burocráticos. Surfando nessa onda ,em 2019, Boris Jhonson, líder de extrema direita , foi eleito primeiro ministro prometendo  levar o Reino Unido para fora da União Europeia até 31 de outubro daquele ano , com ou sem acordo.

O Reino Unido deixou oficialmente a UE em 31 de janeiro de 2020, mas devido às regras de transição as diferenças só poderão começar a ser percebidas a partir deste ano.

O que a ascensão da extrema direita por meio do Brexit , no Reino unido , mostra, é que é hora da esquerda , em todo o mundo , começar a agir de forma ofensiva frente à política neoliberal , oferecendo para população alternativas que não sejam pseudo soluções: é preciso ir à raiz do problema, que é o regime imperialista como um todo. É preciso mobilizar as massas contra a extrema-direita demagoga e contra o regime capitalista neoliberal, tornando-se independente da burguesia.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.