• Capa
  • Europa
  • 265 combatentes do batalhão Azov da fábrica de Azovstal se rendem

Azovstal sangra

265 combatentes do batalhão Azov da fábrica de Azovstal se rendem

Entre aqueles que deixaram suas armas, há 51 feridos graves

azovstal (1)

Soldados nazistas de Azovstal se rendendo – Reprodução

─ RT , Tradução DCO ─ O Ministério da Defesa russo anunciou que combatentes do batalhão nacionalista ucraniano Azov e soldados ucranianos que estavam bloqueados na usina metalúrgica Azovstal, localizada na cidade de Mariupol, começaram a se render na segunda-feira.

Ele observou que 265 combatentes depuseram suas armas durante o último dia, 51 deles estão gravemente feridos. Todas as pessoas que precisam de ajuda médica estão sendo encaminhadas para um hospital na cidade de Novoazovsk, na República Popular de Donetsk.

Além disso, o Ministério forneceu os seguintes dados sobre o curso da operação militar na Ucrânia:

As Forças Aeroespaciais Russas eliminaram 470 nacionalistas por mísseis e desativaram 68 unidades de equipamento militar durante o último dia
Nacionalistas ucranianos atacaram áreas povoadas da cidade de Kherson na segunda-feira com vários lançadores de foguetes Smerch e sistemas de defesa antiaérea russos conseguiram interceptar os 10 projéteis. O Ministério reiterou que não há tropas russas na cidade e afirmou que os militares ucranianos atacaram deliberadamente a população civil por seu apoio à Rússia.

Sistemas de defesa aérea derrubaram 23 drones ucranianos
No total, desde o início da operação militar especial, as tropas russas destruíram 168 aeronaves, 125 helicópteros, 912 UAVs, 309 sistemas de mísseis antiaéreos, 3.134 tanques e outros veículos blindados, 385 lançadores de foguetes múltiplos, 1.542 unidades de artilharia de campo e morteiros , além de 2.983 veículos militares especiais.

O Ministério da Defesa russo anunciou na segunda-  feira que concordou com os militares ucranianos que estão bloqueados na usina metalúrgica de Azovstal para evacuar seus feridos. Do Ministério, eles indicaram que  o regime de cessar-fogo  foi estabelecido perto da usina e um corredor humanitário foi aberto.

Por sua vez, o presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, postou um vídeo em sua conta do Telegram na manhã de terça-feira no qual afirmou que, “graças às ações dos militares ucranianos das Forças Armadas Ucranianas, Inteligência, bem como a negociação grupo, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha e a ONU, esperamos que a vida de nossos meninos possa ser salva”. “Quero sublinhar: a Ucrânia precisa de heróis ucranianos vivos. É o nosso princípio. Acredito que todas as pessoas certas compreenderão estas palavras”, sublinhou.

Enquanto isso, Irina Vereschuk, vice-primeira-ministra da Ucrânia, declarou na terça-feira que, “no interesse de preservar vidas”, 52 soldados ucranianos gravemente feridos foram evacuados de Azovstal. “Depois de estabilizá-los, vamos trocá-los por prisioneiros militares russos”, disse ele.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.