Mais uma farsa

EUA falam em “direitos humanos” no Tibete para atacar a China

"Os EUA não têm nenhum direito de interferir nos assuntos internos de outros países, sob o pretexto dos direitos humanos"

affcf91b1e12159f3f68a7fd5493301f1ecdada8 00 (1)

Não somos idiotas – Reprodução

─ Xinhua ─ Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, exortou na terça-feira os Estados Unidos a pararem de usar questões relacionadas ao Tibet para interferir nos assuntos internos da China, depois que o Departamento de Estado dos EUA designou um chamado “Coordenador Especial para Assuntos Tibetanos”.

Observando que os assuntos tibetanos são puramente assuntos internos da China, não estando sujeitos a nenhuma interferência de força estrangeira, Zhao indicou em uma coletiva de imprensa que a designação americana do chamado “Coordenador Especial para Assuntos Tibetanos” interfere nos assuntos internos da China.

“Nós nos opomos firmemente a isso e nunca o reconhecemos. Exortamos os Estados Unidos a respeitar seu compromisso de reconhecer o Tibet como parte da China e não apoiar a ‘independência do Tibet’ com ações concretas, e parar de usar questões relacionadas ao Tibet para se intrometer nos assuntos internos da China”, apontou.

O lado chinês continuará a tomar todas as medidas necessárias para salvaguardar firmemente sua soberania, segurança e interesses de desenvolvimento”, acrescentou ele.

Desde a libertação pacífica do Tibet há 70 anos, o Tibet tem testemunhado harmonia social, prosperidade econômica e desenvolvimento religioso e cultural, e os povos no Tibet têm levado uma vida feliz, observou Zhao, acrescentando que não há necessidade de certos americanos se preocuparem com eles, muito menos de espaço para suas críticas e palestras.

“Se os políticos americanos não encontrarem nada melhor para fazer, eu sugeriria que eles mostrassem algum cuidado com a grave discriminação racial e os problemas de direitos humanos em casa”, disse Zhao.

Em vez de “Coordenador Especial para Assuntos Tibetanos”, as melhores designações que os Estados Unidos devem fazer são o “Investigador Especial para o Genocídio dos Nativos Americanos”, o “Coordenador Especial para os Assuntos de Direitos Humanos das Minorias Raciais” e o “Coordenador Especial para Investigações sobre Resposta Fraca à Epidemia”, acrescentou ele.

“Os fatos provaram plenamente que os Estados Unidos não têm nenhum direito de interferir nos assuntos internos de outros países, sob o pretexto dos direitos humanos. Ele deve parar imediatamente a manipulação política, refletir seriamente sobre si mesmo e resolver seus próprios problemas raciais e de direitos humanos”, indicou o porta-voz.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.