Sergei Lavrov

EUA empurram Kiev para provocações diretas contra Rússia

Ucrânia é centro de tensões entre Moscou e Washington, que visa cercar os russos para oprimir seu povo

lavrov

Sergei Lavrov – Reprodução

“Ultimamente, os EUA e seus aliados europeus, esquecendo totalmente a cultura diplomática, estão dobrando os esforços na contenção de nosso país”, afirmou nesta quarta-feira (26).

“Basta olhar para a execução de manobras militares cada vez mais provocativas nas proximidades de nossas fronteiras, para o envolvimento do regime de Kiev na órbita da OTAN, para as entregas a ele de armamento letal e para o incentivo que é lhe dado para realizar provocações diretas contra a Federação da Rússia”, acrescentou o ministro.

Além disso, o chanceler russo afirma que Washington pretende “punir” a Rússia e a China com sanções e provocações dos serviços de inteligência. Segundo suas palavras, os EUA e seus aliados estão impondo sua visão da constituição da vida internacional, atribuindo-se o direito de elaborar suas regras nos mais diversos domínios.

“Eles estão tentando punir, como eles dizem, os dissidentes que realizam uma política independente, primeiramente o nosso país e a República Popular da China, por meio de vários instrumentos inadequados como sanções de diversos tipos, demonização no espaço midiático e provocações dos serviços especiais”, constatou.

Ele ressaltou que Moscou vai combater duramente as tentativas de representar a Rússia como um dos lados no conflito na Ucrânia:

“Vamos continuar impedindo duramente as tentativas de transferir para a Rússia a responsabilidade pela ausência de progressos, quanto mais de nos representar como um lado do conflito, tal como os países do Ocidente estão tentando fazer vergonhosamente nos últimos tempos.”

Sergei Lavrov reiterou mais uma vez que Moscou exorta os EUA, França, Alemanha e outros aliados europeus a forçarem Kiev a cumprir os Acordos de Minsk.

Quanto ao assunto das garantias de segurança no Leste Europeu, o chefe da diplomacia russa declarou que, “dependendo do conteúdo dessa resposta [dos EUA], que é esperada nesta semana, nós vamos preparar, em conjunto com nossos colegas de outras entidades, propostas para o presidente [Vladimir Putin] sobre os passos seguintes”.

No final de 2021, a Rússia propôs ao Ocidente um caminho para resolver as discórdias, entregando a Bruxelas e Washington projetos de documentos sobre garantias de segurança, mas até agora as conversas não levaram a nada.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.