Novo Watergate?

Vai cair? Imprensa norte-americana compara Biden a Nixon

Imperialismo escancara desastre do governo Biden em colocar ordem na casa

richard-nixon-joe-biden-world-on-fire-1014211

Richard Nixon e Joe Biden – Reprodução: Salon

Desde que assumiu a presidência dos Estados Unidos em janeiro de 2021, o governo de Joe Biden, o homem senil mais poderoso do mundo, tem sido um desastre em todos os sentidos. Numa manobra do setor majoritário da burguesia imperialista utilizando o direitista Trump como um horroroso espantalho em que se vendeu a farsesca ideia do embate entre a “civilização” e a “barbárie”, elegeram um velho decrépito sedento por sangue com o apoio da esquerda norte-americana.

Suas promessas eleitorais acerca de progressos sociais se mostraram ser justamente isso, meras promessas. O governo do civilizado partido democrata ameaça mergulhar o mundo na terceira guerra mundial, enquanto o Imperialismo sofreu duas das suas maiores humilhações desde sempre, no Afeganistão e na Ucrânia. E enquanto a crise econômica corrói o condomínio dos países imperialistas, os países atrasados do mundo esboçam reações cada vez mais enérgicas. Biden é um incompetente e seu governo não consegue dar cabo às crises em que mergulha a ditadura imperialista sobre o mundo. É a conclusão a que chegou seu mestre, a burguesia imperialista norte-americana.

O último governo norte-americano a cair foi o governo de Richard Nixon, que abdicou em 9 de agosto de 1974, em meio a grande crise terminal do capitalismo após um curto período de “recuperação” após a gigantesca destruição das forças produtivas decorrente da Segunda Guerra Mundial. As semelhanças conjunturais são grandes, provavelmente ainda mais desvantajosas para o velho democrata dada a enérgica reação russa às investidas imperialistas no leste da Europa, uma vez que os países imperialistas experienciam crise inflacionária e estagnação econômica, a famosa estagflação.

Em um editorial publicado no jornal The New York Times intitulado We are living in Richard Nixon’s America. Escaping it won’t be easy (Estamos vivendo na América de Richard Nixon. Escapar dela não vai ser fácil), defende-se uma tese fantasiosa de que o caráter profundamente reacionário do governo imperialista tem raízes nas más políticas do último presidente norte-americano a renunciar. Ainda que o editorial propague a ilusão de que seria possível recolocar os Estados Unidos nos trilhos por meios institucionais e que a culpa não seja especificamente de Biden, transparece aí o descontentamento com o atual governo. É importante lembrar que a imprensa empresarial norte-americana se colocou numa defesa incondicional de Biden durante o período eleitoral de 2020 e que tem mantido esta posição, de apoio à política imperialista tradicional. No entanto, o fracasso do governo identitário Biden-Harris não pode ser escondido e a burguesia imperialista se mostra evidentemente descontente com a sucessão de derrotas deste. Daí se torna tão interessante a comparação com Nixon em um editorial de um jornal imperialista.

Em diversos momentos, o companheiro Rui Costa Pimenta em suas análises levantou a possibilidade de que Biden poderia ser substituído dado o eterno estado de crise de seu governo. Mais uma vez o dirigente do Partido da Causa Operário se mostra correto, tal é o poder do marxismo. Numa eventual queda do velho democrata, está aí pronta para tomar a dianteira a vampira Kamala Harris que seguirá com a política imperialista de esmagamento dos países atrasados. Nada indica, no entanto, que a ascensão de mulher negra asiática fascista seja capaz de resolver a crise em que está mergulhada a dominação imperialista no mundo. É preciso acompanhar com clareza o desenvolvimento da gerontocracia norte-americana.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.