Estreito de Taiwan

EUA arcarão com as consequências por destruir a paz

Desde a posse do atual governo dos EUA, Washington prometeu repetidamente aderir à política de uma só China e não apoiar a "independência" de Taiwan

china (1)

China – Reprodução

─ portuguese.cri.cn ─ Ignorando a firme oposição e representação da parte chinesa, a presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, chegou a Taiwan no dia 2. Trata-se de uma grande provocação política que viola gravemente o princípio de uma só China, as resoluções dos três comunicados conjuntos China-EUA, a soberania e a integridade territorial da China, assim como causa um grande impacto para o fundamento político das relações sino-estadunidenses. O fato prova mais uma vez que alguns políticos que apoiam os separatistas de Taiwan são o maior destruidor da paz no Estreito de Taiwan e no resto do mundo. Por isso, a parte chinesa tomará todas as medidas necessárias para defender a soberania nacional e a integridade territorial.

A questão de Taiwan está relacionada ao interesse central da China. A Declaração do Cairo de 1943 e a Proclamação de Potsdam de 1945 afirmaram claramente que a comunidade internacional não tem disputa sobre a soberania territorial da China sobre Taiwan. Os três comunicados conjuntos sobre o estabelecimento de relações diplomáticas entre a China e os Estados Unidos estipulam claramente que os EUA reconhecem que existe apenas uma China no mundo, que Taiwan faz parte da China e que o governo da República Popular da China é o único governo legítimo da China. Cento e oitenta e um países do mundo mantém relações diplomáticas com a República Popular da China sob o princípio de uma só China, representando o consenso geral da comunidade internacional sobre a questão.

Desde a posse do atual governo dos EUA, Washington prometeu repetidamente aderir à política de uma só China e não apoiar a “independência” de Taiwan. O Congresso dos EUA é uma parte integrante do governo estadunidense e deve cumprir estritamente a política de uma só China.

A visita de Pelosi a Taiwan tem claros objetivos políticos. Por um lado, Pelosi tenta desafiar os interesses centrais da China para apoiar os democratas que estão em renhida competição nas eleições de meio de mandato dos EUA. Por outro lado, Pelosi quer aproveitar esta visita para enfeitar sua carreira.

O comportamento político aventureiro de Pelosi escalou ainda mais a situação no Estreito de Taiwan, impactou a paz e a estabilidade na região da Ásia-Pacífico e fez o mundo ver a verdadeira face dos EUA sacrificando outros por seu próprio egoísmo.

A visita de Pelosi a Taiwan não mudará o fato histórico e legal de que Taiwan pertence à China, nem pode interromper a tendência histórica de reunificação completa do país.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.