• Capa
  • Ásia e Oceania
  • China garante resposta após delegação da Lituânia visitar Taiwan

China

China garante resposta após delegação da Lituânia visitar Taiwan

Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, criticou a visita de uma delegação lituana a Taipé, que descreveu como "provocações egrégias"

Wang Wenbin

Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China – Reprodução

─ Sputnik News ─ A Lituânia viola a soberania da China com a recente visita de sua delegação a Taiwan, disse na quinta-feira (11) o Ministério das Relações Exteriores chinês.

No domingo (7), uma delegação lituana dirigida por Agne Vaiciukeviciute, vice-ministra de Transportes do país, começou uma visita de cinco dias à ilha autogovernada, com o objetivo de reforçar os “câmbios culturais e econômicos”.

Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, sublinhou que Vilnius está violando o princípio de Uma Só China e interferindo seriamente nos assuntos internos de Pequim.
“O governo da República da Lituânia assume a obrigação de não estabelecer relações oficiais ou conduzir contatos oficiais com Taiwan. No entanto, a Lituânia tem repetidamente renegado sua promessa e aparentemente agido em má fé”, disse Wang.

Assim, ele garantiu que a China responderá “firmemente” contra as “provocações egrégias” do lado lituano, e exortou o país europeu a não continuar agindo como um “peão” das “forças independentistas de Taiwan e anti-China, e a não ir cada vez mais longe no caminho errado”.

Em 2021, as relações entre a China e a Lituânia se deterioraram depois que a última permitiu que Taipé abrisse uma representação diplomática em Vilnius em 18 de novembro desse ano. Diferente das outras missões diplomáticas na América do Norte e Europa chamadas de “escritórios de Taipé”, o consulado na capital da Lituânia tem o nome de Escritório da Representação Taiwanesa. A Lituânia planeja abrir em setembro de 2022 uma missão semelhante em Taiwan.

Em resposta, Pequim reduziu as relações diplomáticas.

Além disso, em maio de 2022 a Lituânia deixou a estrutura de cooperação 16+1 entre vários países da Europa Central e do Leste Europeu e a China, depois que a decisão foi proclamada em uma declaração no parlamento lituano em 2021.

Leia a edição 6828, de hoje, 12/08/2022 do Diário Causa Operária abaixo:

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.