Inimigo dos povos

Aprovação de Biden cai para 41% no início do 2º ano de mandato

Demagogo direitista foi colocado na presidência dos EUA para aplicar uma política imperialista ainda mais feroz do que a de Donald Trump, seu antecessor

joe

Joe Biden – Reprodução

─ Sputnik News ─ Conforme o levantamento publicado pelo Pew Research Center, Biden começa seu segundo ano como presidente enfrentando uma crescente desconfiança do eleitor norte-americano, incluindo no enfrentamento à pandemia da COVID-19.

“Atualmente, 41% dos adultos dos EUA aprovam o desempenho de Biden, que caiu um pouco em relação a setembro (44%) e é substancialmente menor do que em abril do ano passado (59%)”, diz o centro de pesquisa.

A população do país também demonstra insatisfação geral com a vida nos EUA. Apenas 21% dos norte-americanos estão plenamente satisfeitos com o andamento das coisas no país, o que representa uma queda de 12 pontos percentuais em relação a março passado, e 15 pontos a menos que em fevereiro de 2018 – perto do início do último ano em que foram realizadas eleições parlamentares nos EUA.

A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 17 de janeiro deste ano e ouviu 5.128 norte-americanos.

Os resultados do levantamento também mostram que 44% dos entrevistados dizem estar “muito ou pouco confiantes” de que Biden pode lidar com a pandemia do novo coronavírus, uma de suas principais promessas de campanha. Em março de 2021, esse nível de confiança estava em 65%.

Apesar do avanço da vacinação ao longo do governo Biden, os EUA enfrentam dificuldade para convencer uma parcela significativa de sua população a se vacinar contra a doença. Diante desse cenário, o país segue enfrentando ondas sucessivas da pandemia que têm afetado a confiança da população.

Conforme dados do site Our World in Data, ligado à Universidade de Oxford, os EUA são o país mais impactado pela pandemia em números absolutos. O país acumula quase 870 mil mortes por COVID-19 e 72 milhões de casos registrados da doença. A atual média de mortes no país é 2,1 mil óbitos diários, além de mais de 730 mil novos casos por dia.

A vacinação nos EUA segue avançando e chegou a 75,6% da população com pelo menos a primeira dose do imunizante contra a COVID-19. O país tem ainda 63% da população com as duas doses aplicadas e outros 25% com a dose de reforço.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.