• Capa
  • América Latina
  • Mais de 80 cidades registram atos em defesa da Revolução Cubana

Pelo mundo

Mais de 80 cidades registram atos em defesa da Revolução Cubana

Esquerda pelo mundo se mobiliza em defesa do povo cubano e contra o imperialismo

cuba

Em defesa de Cuba – Foto: Arquivo DCO

Segunda-feira passada (15), em dezenas de cidades pelo mundo, ocorreram diversos atos em apoio a Cuba. Em mais de 80 cidades, diversos movimentos, organizações e coletivos sociais promoveram mobilizações e atos solidários a Cuba e ao seu povo.

Os atos de apoio vieram de várias maneiras e contaram com a participação de grupos militantes, coletivos, redes de pesquisadores, embaixadas, partidos políticos e pessoas independentes. Cuba, como é sabido, devido ao seu histórico de solidariedade e ações de apoio para com todos os povos do mundo, indiscriminadamente, sempre contou com imensa simpatia mundial, apesar de ser chamada de “ditadura” e sofrer há 6 décadas um criminoso embargo econômico promovido pelo imperialismo. Apenas durante a pandemia, Cuba enviou mais de 1.500 médicos para dezenas de países a fim de ajudarem no combate contra o COVID-19.

Artigos Relacionados

A solidariedade ao povo Cubano ocorreu também por meio de notas, encontros e eventos em países tais como China, Emirados Árabes Unidos, Turquia, Canadá, Cazaquistão, Noruega, Zimbabwe, Suíça, Eslováquia, França, Islândia, Kuwait, Paraguai, Síria, Finlândia, África do Sul, Bielorrúsia, Argélia, Ucrânia, Guiné Bissau, Alemanha, Equador, Timor Leste, Peru, República Dominicana, Portugal, Reino Unido, Espanha e até mesmo nos Estados Unidos. Nos EUA, a manifestação de apoio se deu na cidade de Washington em frente a embaixada de Cuba. Na Grécia, organizações de solidariedade a Cuba se manifestaram em frente à embaixada dos Estados Unidos, em Atenas, e denunciaram as campanhas de desestabilização do imperialismo contra Havana.

Já no Brasil, o destaque ficou para a cidade de São Paulo, onde se concentrou o maior número de pessoas, em torno de 100 companheiros. No Consulado de Cuba, onde se deu a concentração, eram militantes do PT, do MST, do PCB, do PCdoB e do movimento popular, tendo o PCO como linha de frente, sob os compassos da consagrada Bateria Zumbi dos Palmares. O punhado de gusanos presentes, cerca de 15 pessoas, não obtiveram sucesso em invadir o Consulado, dado o número significativamente maior dos militantes de esquerda protegendo o edifício. Se limitaram a palavras e gestos provocadores sempre protegidos pela polícia.

Tais manifestações são incontestáveis vitórias da esquerda global. Os atos significaram um importante êxito contra a ofensiva imperialista que, no mesmo dia, colocou seus mercenários contratados em campo para promoverem ataques ao povo cubano, no claro intento de desestabilizar seu governo.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.