Com marchas em massa

Cuba celebra o Dia Internacional dos Trabalhadores 

Após dois anos de isolamento para evitar infecções por Covid-19, Cuba comemora este 1º de maio com um grande dia de mobilização.

cuba (1)

Cuba 01/05/2022 – Reprodução

─ TeleSur ─ Com a presença do general do Exército Raúl Castro Ruz, líder histórico da Revolução, e do presidente cubano Miguel Díaz-Canel, o desfile histórico para comemorar o Dia Internacional dos Trabalhadores começou na Praça da Revolução de Havana, após dois anos de restrições impostas pela pandemia.

Às 07:00, hora local, milhares de cubanos começaram a marchar nas principais cidades cubanas para homenagear os trabalhadores, especialmente no setor da saúde, como resultado da pandemia de Covid-19.

Desde as primeiras horas deste domingo, contingentes de trabalhadores foram vistos chegando à Praça da Revolução José Martí antes do desfile, enquanto em outras capitais municipais da ilha se vivenciou um clima semelhante.

Junto com Raúl e nosso povo #VamosConTodo , é isso que os trabalhadores da @CubaMINREX reafirmam em um desfile massivo neste 1º de maio. 
Foi um dia de alegria e compromisso com a unidade e continuidade da Revolução. 
Tweetou o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla.

Após dois anos de isolamento e restrições adotadas para evitar infecções por Covid-19, em 1º de maio Cuba comemora o Dia Internacional dos Trabalhadores com um grande dia de mobilização.

O 1º de maio é uma data muito comemorada em Cuba, mas este ano ganha importância diante das medidas coercitivas dos Estados Unidos e sua campanha de difamação midiática contra Havana.

Nesta ocasião, durante as marchas houve um apelo à paz e solidariedade, bem como slogans e cartazes contra o bloqueio dos EUA e o apoio ao socialismo. A presença da juventude cubana nas primeiras horas da manhã também foi um fator relevante nas passeatas deste ano.

Representantes do Ministério de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Cuba. 
Fonte: Miguel Duarte

Também é relevante a presença de médicos e cientistas cubanos que contribuíram para o desenvolvimento e produção de vacinas contra o coronavírus, único país da América Latina e do Caribe a criar seus próprios antígenos.

Trabalhadores cubanos, inspirados no conceito de Revolução expresso pelo líder Fidel Castro, precisamente em 1º de maio de 2000, inundaram as avenidas da Ilha, manifestando seu apoio à continuidade do trabalho revolucionário.

Da mesma forma, mais de mil amigos de todo o mundo participam junto com os cubanos nestas celebrações, com o objetivo de levantar a voz contra o bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos, representando mais de 200 organizações de cerca de 60 países, incluindo os EUA

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.