Pravda

A aparência histórica da Praça Vermelha deve ser preservada

"Instamos o Presidente da Federação Russa Vladimir Putin a preservar a aparência histórica da Praça Vermelha durante a celebração do Dia da Vitória"

16205611276097cce747c78_1620561127_3x2_xl

Causa Operária realiza uma cobertura exclusiva na Rússia – Foto: Reprodução

Pravda, tradução do DCO – Desde fevereiro deste ano, a Rússia realiza uma operação militar especial em apoio às repúblicas do povo de Donbass. A operação está sendo realizada contra o regime neonazista em Kiev, apoiado e dirigido pelos EUA e seus aliados. Na verdade, nosso verdadeiro adversário nesta luta é o bloco militar da OTAN. O regime de Bandera é usado por ele como uma força impressionante.

Hoje, está muito claro que a Ucrânia durante oito anos após o golpe de Estado em fevereiro de 2014, estava se preparando para a guerra contra a Rússia. Recentemente, o presidente Zelensky publicamente reconheceu isso. Três guerras estão acontecendo simultaneamente contra nosso país: “quente”, econômica e informativa. Eles estão tentando nos derrotar no campo de batalha, nos estrangular economicamente e ao mesmo tempo nos difamar na frente dos olhos da comunidade mundial.

O objetivo das ações russas é proteger os cidadãos das repúblicas do povo de Donetsk e Lugansk e libertar a Ucrânia da opressão dos banderites. Infelizmente, graças aos esforços desses seguidores de Hitler, nosso país fraterno foi transformado em um centro mundial do neonazismo.

Na verdade, a operação militar especial do exército russo na Ucrânia pode ser considerada como uma continuação dos eventos da Grande Guerra Patriótica. Naquela época, nosso país teve que lutar contra as forças unidas da Europa, onde os banderites estavam do lado dos fascistas. Agora, seus descendentes levantaram a cabeça novamente, buscando vingança.

Os terríveis crimes que os neonazistas cometem contra civis e os militares russos mostram que a essência do nazismo não mudou. O uso da população de cidades e aldeias como escudos humanos torna os neofascistas de hoje dignos seguidores dos justiceiros das unidades das SS.

A situação requer a mobilização máxima de toda a sociedade russa. As forças patrióticas do povo estão plenamente cientes das razões que levaram a liderança russa a tomar uma decisão tão complexa e responsável. Usamos nossas oportunidades para prestar assistência humanitária à população afetada de Donbass, para disseminar informações confiáveis sobre a essência dos eventos, estamos insistindo na necessidade de mudanças fundamentais na política socioeconômica.

Ao mesmo tempo, exigimos que a liderança do Estado também ouça nossa posição em defesa dos símbolos soviéticos, nossos camaradas, que ainda são vítimas de perseguição política. As Forças Patrióticas do Povo da Rússia insistem na cessação das repressões contra apoiadores tão conhecidos da CPRF como P.N. Grudinin, N.I. Kazankov, I.A. Sumarokov.

Por muito tempo, muitos ativistas e líderes do Partido Comunista da Federação Russa foram perseguidos. Entre eles estão V.I. Bessonov, V.F. Rashkin, N.N. Bondarenko, A.S. Levchenko, A.A. Samsonov, político popular N.N. Platoshkin. Tal atitude em relação às pessoas conhecidas por sua posição patriótica é especialmente inaceitável em condições em que a consolidação máxima de todas as forças da sociedade é necessária.

O aniversário da vitória do povo soviético sobre o fascismo alemão está se aproximando. De acordo com a tradição, em 9 de maio, um desfile militar será realizado na Praça Vermelha, em Moscou. Infelizmente, nos últimos anos, durante sua organização, uma prática cruel desenvolveu-se para cobrir o Mausoléu de Lenin com escudos de madeira. Isso é inaceitável, porque Lenin é o criador da grande União Soviética, cujo 100º aniversário comemoraremos este ano. A Federação Russa é um país sucessor da URSS.

A distorção do aparecimento da Praça Vermelha leva ao fato de que o túmulo do Comandante Supremo do vitorioso Exército Vermelho, Stálin, está sendo fechado com escudos. Ao mesmo tempo, locais de enterro dos comandantes soviéticos, grandes cientistas, os primeiros cosmonautas e notáveis organizadores da economia nacional estão escondidos perto do muro do Kremlin.

Estamos convencidos de que apenas uma atitude cuidadosa acerca de nosso passado vitorioso pode ser a base para a consolidação de toda a sociedade em um momento tão difícil da história russa. Os feitos de nossos ancestrais, a memória de seus gloriosos atos, devem inspirar os combatentes do exército russo, que estão em batalha contra o “tumor neonazista”.

Devemos dar uma resposta digna a todos aqueles que estão tentando revisar os resultados da Segunda Guerra Mundial. Chegou ao ponto de que em várias terras da República Federal da Alemanha, sob pena de responsabilidade criminal, o uso tanto das bandeiras da URSS quanto da Bandeira da Vitória é proibido.

Instamos o Presidente da Federação Russa Vladimir Putin a preservar a aparência histórica da Praça Vermelha durante a celebração do Dia da Vitória do povo soviético na Grande Guerra Patriótica. Estamos convencidos de que tal decisão receberá o total apoio da sociedade russa. Contribuirá para a mobilização dos patriotas russos para resolver as tarefas mais difíceis que nosso país enfrenta.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.