Menu da Rede

Cerca de 800 militares ucranianos se rendem em Azovstal

  • Capa
  • Política
  • Quem é a ex-reitora tucana que Boulos poderá apoiar para o Senado

Responsável pela PM na USP

Quem é a ex-reitora tucana que Boulos poderá apoiar para o Senado

Caso se concretize a aliança entre PSOL e PDT em São Paulo, o líder do MTST deverá apoiar a reitora capacho dos tucanos responsável pela PM na USP

Suely Vilela e José Serra em cerimônia de criação da UNIVESP – Foto: reprodução

Receba o DCO no Email

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, disse à golpista Folha de S.Paulo que uma aliança entre o PDT e o PSOL avança em São Paulo. Segundo Lupi, o PDT apoiaria o líder do MTST, Guilherme Boulos. Em troca, o PSOL faria campanha pela eleição do escolhido pelos trabalhistas para o Senado por SP e não lançaria um nome próprio”, segundo a Folha.

Confirmando a aliança com o PDT de Ciro Gomes, o presidente do PSOL no estado de São Paulo, João Paulo Rillo, em entrevista à revista Carta Capital, confirmou que é “muito boa” a expectativa no partido de que o PDT apoie a candidatura de Guilherme Boulos ao governo de São Paulo. Segundo Rillo, “a candidatura ao Senado em São Paulo seria o palanque de Ciro”.

Se esta aliança se confirmar, o PSOL e Guilherme Boulos apoiariam o candidato do PDT em São Paulo e revelaria ainda mais sua política oportunista para as eleições. Ainda segundo a Folha, mas também encontrado no sítio do PDT, existem três opções para lançar ao Senado: a ex-reitora da Universidade de São Paulo, Suely Vilela, o ex-comandante das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA), Mario Filho, e a vice-presidente do PDT-SP Maria Giovana.

Vamos nos ater aqui apenas à ex-reitora da Universidade de São Paulo, Suely Vilela. Suely Vilela é uma figura da política paulista de extrema confiança do PSDB. Sua candidatura foi aprovada nada menos pelo ex-governador tucano de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Em sua gestão no ano de 2007, Suely Vilela em apoio ao tucano José Serra foi responsável por uma das maiores mobilizações recentes da Universidade de São Paulo que se alastrou para todas as universidades estaduais e até mesmo federais. Contra os ataques, os estudantes ocuparam a reitoria da USP por 51 dias e iniciaram uma greve de estudantes, depois funcionários e professores. A mobilização ocorreu em consequência de decretos do governador José Serra que retirava a pouca autonomia das universidades estaduais, apoiada por Suely Vilela, e outras reivindicações.

A reitora atacou duramente o movimento estudantil e a ocupação. E após dois anos, em 2009, foi responsável por colocar a Polícia Militar dentro do campus, fato que não ocorria desde o final da ditadura militar. A pedido da reitora e do governador José Serra, a PM entrou no campus do Butantã e reprimiu duramente a mobilização de estudantes e funcionários.

Foram grandes mobilizações, principalmente de estudantes, contra Suely Vilela e seu capachismo com os governadores tucanos.

Desde então, o reitor posterior, João Grandino Rodas, seguiu a mesma política e a PM se encontra nas dependências da USP até os dias atuais. Há até uma base da PM dentro do campus do Butantã para reprimir novas mobilizações.

Tudo isso se deve a atuação de Suely Vilela. Caso se confirme, Guilherme Boulos e o PSOL vão apoiar, de qualquer maneira, figuras da direita e extrema-direita paulista. Há uma grande possibilidade de apoiarem uma das principais figuras que atacaram o ensino público da USP, reprimiu duramente a mobilização e colocou a PM dentro da USP após décadas de fim da ditadura militar e que se encontra até hoje no campus.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.