Menu da Rede

20211024150250 1635096648042 1 1 (1)

Cristiano Ronaldo chuta jogador. E se fosse Neymar?

  • Capa
  • Política
  • Por que o PSDB e o centro político seriam contra Bolsonaro?

Armadilha

Por que o PSDB e o centro político seriam contra Bolsonaro?

Posição do PCO é clara contra a entrega do movimento aos golpistas e por um fortalecimento cada vez maior à esquerda junto ao povo!

BolsoDória – Reprodução Twitter

Receba o DCO no Email

As armadilhas estão postas para o movimento de esquerda nas ruas. A desorganização das pretensas lideranças é algo que salta aos olhos e foi visto no último dia 3 de julho e na repercussão gerada pela briga iniciada por gente paga pelo PSDB para se enfiar nos atos de rua. Os “organizadores” do movimento, pessoas sem capacidade para coordenarem uma birosca, convidaram para os atos os pais do golpe, os promotores da lava-jato, os autores da prisão de Lula e do golpe contra Dilma Rousseff. Fizeram isto mesmo com os vários avisos deste Partido de que a presença do PSDB geraria uma crise que poderia causar problemas ao movimento.

À parte o entrevero ocorrido no ato do último dia 3, fato que já foi esclarecido em diversos artigos e programas na nossa Causa Operária TV, vemos que uma parte da esquerda que é favorável à Frente Ampla, por tabela também é favorável a “somar” forças com a direita para derrotar o “mal maior” Bolsonaro. Ocorre que, como explicado pelo companheiro e professor de matemática Antônio Carlos na Avenida Paulista em 3 de julho, um número positivo nunca aumenta de valor quando é somado com um número negativo.

O motivo pelo qual podemos chamar o PSDB de fator negativo na luta política contra Bolsonaro é muito óbvio para as pessoas comuns, menos para os “estrategistas” e esquerdistas pequeno-burgueses. Estes dizem que o PSDB possui deputados e pode ajudar num possível impeachment contra Bolsonaro. Pois bem, o PSDB é um dos partidos que mais apoiou as propostas do governo Bolsonaro no Congresso e até agora não assinou qualquer pedido de impeachment. Portanto, mesmo deixando de lado todo o histórico golpista, sanguinário e destruidor do PSDB, nada aponta para um apoio real do partido contra nada pelo qual a esquerda luta neste momento.

Esses setores da esquerda que, tragicamente, se apropriaram da “organização” dos atos, em reuniões que parecem aquelas feitas em Centro Acadêmico – chamadas de última hora, com pessoas pré-inscritas que ficam repetindo as mesmas coisas e com três minutos para um partido de vanguarda, que é o PCO, falar –, convidaram para reuniões simplesmente Alexandre Frota, Joice Hasselman, MBL e Kim Kataguiri. Tal assunto também já foi objeto de matérias e artigos deste Diário. Ressalta-se o caráter vulgar e ilógico de chamar pessoas sem voto, sem apoio popular e com uma história política nojenta para supostamente apoiar a derrubada de Bolsonaro.

Suponhamos que tais seres políticos tenham alguma capacidade de ajudar na luta para derrubar Bolsonaro, que o PSDB queira realmente exercer força na luta de rua contra o governo golpista. Qual o apoio que eles dariam? Colocariam seus movimentos sociais e militantes nas ruas? Não, porque eles não têm. Então o que fariam? Os “estrategistas” e “coordenadores” do movimento não explicam, eles simplesmente devaneiam, conjecturam e imaginam na esperança de que possa vir alguma ajuda dos criadores de Bolsonaro. O pior é que ignoram o fato de que, além de não ajudarem em nada, a presença deles diminui o valor do movimento, afasta as pessoas que querem lutar e expõe o movimento ao sequestro pela direita, assim como em 2013.

O PSDB é o partido de Fernando Henrique Cardoso, o homem que destruiu o País em oito anos de um governo brutalmente neoliberal. Ele simplesmente deu de bandeja empresas estatais importantíssimas, repeliu brutalmente greves e saqueou o país para que especuladores internacionais pudessem extrair o máximo possível do trabalho do povo. É o partido de João Dória, um maníaco assassino. É o partido que deu o sinal para o golpe contra a presidente democraticamente eleita Dilma Rousseff em 2016. O PSDB é uma filial direta do imperialismo no Brasil de tal maneira que um de seus integrante, o ex-juiz Sérgio Moro, foi o principal vetor do ódio contra o PT, da prisão do ex-presidente Lula e da eleição de Bolsonaro.

Então, existe alguma lógica em pensar que o PSDB ou qualquer outro partido igualmente golpista e direitista ajudariam em algo? Será que alguém em sã consciência pode pensar que o PSDB, por ter um governador de estado, pode ser útil de alguma forma contra Bolsonaro? Os eleitores tucanos são agora da base bolsonarista, é um partido em frangalhos, ou melhor, morto. E se eles ajudarem a derrotar Bolsonaro, o farão para viabilizar o programa da esquerda? Não. A direita tem divergências pontuais e secundárias com Bolsonaro e não uma política diversa. Eles gostariam de ter um segundo nome para levar adiante sua política de fome, miséria e espoliação das riquezas nacionais, coisa que Bolsonaro não faz muito bem. Portanto, o interesse da direita não é o mesmo da esquerda.

Vimos o PSDB lançar um candidato recém revelado homossexual numa clara tentativa de criar um nome que se sobreponha a Bolsonaro e ao PT, não ficou muito claro se Eduardo Leite tomaria o lugar de Bolsonaro na disputa ou do candidato da esquerda. Fato é que o PSDB não tiraria Bolsonaro para colocar Lula na presidência, não estamos na mesma situação que 2002. A burguesia não quer de jeito nenhum, e já deu vários sinais claros disso, o PT de volta ao governo, pois um governo petista provocaria uma crise na atual política da burguesia para a América Latina que é de fome, golpes e miséria. O Lula já declarou ser contra privatizar várias empresas e já falou até em reestatizar outras.

O PCO é contra a condução do movimento de rua por aventureiros que não sabem o que estão fazendo e não aceitará que empurrem goela abaixo do povo o PSDB nas manifestações de esquerda. Um partido repudiado pela população, população esta que fugirá dos atos em que houver tucanos. Não precisamos da direita para derrotar Bolsonaro, precisamos de um movimento cada vez mais forte e radical que imponha medo na burguesia e faça ruir esse governo golpista, fascista e inimigo dos trabalhadores.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.