Menu da Rede

toinho

Toinho nos deixa, mas sua Melodia fica para sempre

  • Capa
  • Política
  • Não adianta esperar um milagre: é preciso mobilizar a população

Esquerda deve Retomar as Ruas!

Não adianta esperar um milagre: é preciso mobilizar a população

A Esquerda deve lutar nas ruas se quiser garantir seu espaço político e candidatura de Lula nas eleições de 2022.

Militantes do PCO em manifestação nas ruas. – Foto: Reprodução.

Receba o DCO no Email

Após a decisão em plenário do Supremo Tribunal Federal ter, nesta última semana, garantido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a anulação de seus processos envolvendo a Operação Lava Jato, foi possível observar a movimentação de boa parte da esquerda sobre o fato. Comemoraram como se os processos tivessem sido anulados, o que não ocorreu. É como se, na verdade, Lula estivesse com seu lugar de candidato garantido e praticamente estivesse com a vitória assegurada nas eleições de 2022, de forma que a decisão do STF seria o maior milagre político que este país já viu.

Não é o caso. Lula, se realmente se candidatar e ocupar seu espaço de direito, deverá agir com extrema cautela ao lidar com a força tremenda com a qual a burguesia lhe golpeará. O mesmo acontecerá com toda a esquerda, que, erroneamente, está distraída e vivendo num mundo de conto de fadas onde todo o perigo fascista inexiste ou é tão somente um pesadelo. Pensar assim converge no atordoamento da população como um todo, visto que todo este jogo político não passa de um ato distracionista da burguesia. Somente no último ano, vimos expoentes do setor esquerdista colocarem como salvação do país Hamilton Mourão (Vice-Presidente do Governo Bolsonaro e militar de carreira), os Ministros do governo como Henrique Mandetta (Ex-Ministro da Saúde), os Ministros do STF, os militares em geral e, inclusive, João Dória (Governador do Estado de São Paulo) e seu falso combate à pandemia.

É como se a esquerda pensasse que, em algum momento, a razão e a lógica prevaleceriam ante todo o mal do mundo. O plano desta esquerda, como visto, é literalmente esperar um milagre. É uma atitude extremamente contraproducente. A política tem que ser ativa, tem que ter participação popular, mobilizações, greves, reivindicações que beneficiem o povo trabalhador, e não reuniões semanais virtuais. O Partido da Causa Operária vem, desde o Golpe de 2016, promovendo uma política de luta em face de uma esquerda que não sai de casa. Todo domingo os Comitês de Luta Contra o Golpe, formações suprapartidárias de luta, saem às ruas para realizar atividades e garantir a propaganda e o contato com a população que a esquerda tanto carece e que tanto passou a desprezar.

Entretanto, vemos os maiores partidos do país seguirem a lógica “científica” do lockdown para justificarem sua falta de vontade – e coragem – em agir contra o fascismo, a crise econômica e a morte de mais de 360 mil brasileiros. Eles pensam, pelo jeito, que podem prescindir de quaisquer mobilizações populares e, ainda assim, conseguir seus objetivos. É uma ilusão perigosa que só trará a derrota para a classe trabalhadora. Como bem analisado pelo camarada Rui Costa Pimenta na “Análise Política da Semana” do último dia 10 de abril, toda a situação política gira em torno dessa questão. Como não há nenhuma política para o problema do poder no Brasil – como uma campanha pelo “Fora Bolsonaro”, por exemplo – toda a disputa política se dá através das eleições.

Isso seria muito vantajoso para a burguesia nacional, que tem um grande controle do processo eleitoral. Apesar disso, algumas pessoas seguem falando que não se deve discutir as eleições nesse momento, mas todas as medidas que foram previamente expostas, como a CPI da pandemia, proibição dos cultos e outros, estão todas relacionadas às eleições. A manobra da burguesia nesse cenário permanece sendo a mesma: procurar qual será o candidato a ser lançado pela direita para se opor a Bolsonaro. No entanto, um setor da esquerda procura lançar a ideia de que o candidato do “centro” seria Lula, o que é estimulado, de certa forma, pela própria burguesia. No entanto, está claro que os polos do próximo processo eleitoral serão a esquerda, particularmente o PT, de um lado, e a direita, com Bolsonaro ou outro candidato mais ligado à direita tradicional, do outro.

Na realidade, a burguesia prepara uma nova fraude em 2022 contra Lula e todo o povo brasileiro. Não há garantias de que os direitos políticos de Lula serão mantidos, pelo contrário, a imprensa burguesa chama Luís Inácio de “câncer político”, revelando sua total aversão a uma eventual eleição com Lula candidato. Por isso, o principal e único meio de garantir que os direitos democráticos de Lula sejam preservados e que o golpe de Estado seja derrotado é por meio da mobilização política nas ruas. Apenas os trabalhadores em movimento, nas ruas de todo o país poderão ser capazes de confrontar diretamente a burguesia golpista. O fato é que, mais do que nunca, a esquerda brasileira precisa sair da internet, e lutar de verdade, nas ruas, contra o genocídio da população brasileira, contra Bolsonaro e contra todos os golpistas do país.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.