Menu da Rede

OTAN coloca 15 mil soldados perto das fronteiras da Rússia

  • Capa
  • Política
  • Manifesto contra Alckmin vice tem nova meta: 2.000 assinaturas

Abaixo-assinado

Manifesto contra Alckmin vice tem nova meta: 2.000 assinaturas

Militantes do PT se posicionam contra imposição da burguesia contra candidatura Lula

Militantes em atividade – Reprodução

Receba o DCO no Email

Militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) elaboraram um manisfesto e abaixo-assiando direcionado a direção nacional do PT condenando a candidatura de Lula com Alckimin para vice-presidente. O documento esperava receber 1000 assinaturas, mas atingiu com tanta rapidez que sabiamente “dobraram a meta” e continua um sucesso.

São, trabalhadores dos mais variados campos, porém a grande divulgação também se deu por muitos dos idealizadores serem comunicadores de canais independentes de esquerda, que fizeram alta divulgação da iniciativa.

Leia o texto do documento:

Considerando a necessidade de eleger Lula.
Considerando a necessidade do governo Lula dar início a transformações profundas no Brasil.
Considerando que estas transformações vão enfrentar a oposição do bolsonarismo, do lavajatismo e do neoliberalismo.
Considerando que estas três forças reacionárias deram um golpe em 2016.
Considerando que estas três forças reacionárias participaram e aplaudiram e se beneficiaram da condenação, da prisão e da interdição de Lula em 2018.
Considerando que estas três forças reacionárias se aliaram para eleger Bolsonaro e apoiam o núcleo de seu programa de governo.
Considerando o papel estratégico do então vice-presidente Michel Temer em toda esta operação.
Considerando que Geraldo Alckmin participou e apoiou publicamente toda esta operação golpista e neoliberal.
Considerando que Geraldo Alckmin tem uma longa trajetória de combate às posições nacionais, democráticas, populares e desenvolvimentistas.
Considerando os atos cometidos nos governos de Alckmin contra os trabalhadores em geral, contra os servidores públicos, contra a saúde e a educação, contra a segurança pública, contra negros e negras, contra jovens e estudantes, contra os moradores da periferia, contra o meio ambiente.
Considerando que devemos zelar pela vida do companheiro Lula.
Considerando, finalmente, que absolutamente nada indica que entregar a vice a um golpista neoliberal seja necessário para ganhar as eleições.

Considerando tudo isto, nós abaixo assinados, filiados e simpatizantes do PT, cidadãos e cidadãs que vamos eleger Lula em 2022, demandamos ao Diretório Nacional do PT que:

1/informe ao país que a decisão sobre a vice será tomada pelo Partido, em encontro nacional, nos prazos previstos em lei e seguindo as determinações do estatuto do PT;

2/informe ao país que a vice de Lula será uma mulher ou um homem comprometido com o programa de reconstrução e transformação, pessoa de total confiança política e sem nenhum vínculo com o golpismo e o neoliberalismo, sob qualquer de suas formas.

Assinam:
• Adilson Sousa – presidente do Diretório Zonal do PT Brasilândia/Freguesia do Ó/SP
• Adriano Diogo
• Alfredina Nery – Flores pela Democracia
• Ana Paula – liderança comunitária do Sapé/SP
• Breno Altman
• Carolina Pastorin – vice-presidenta do Diretório Zonal do PT Perdizes/SP
• Cassiana Buso – Secretária de Formação do Diretório Zonal do PT Pinheiros/SP
• Claudete Cordeiro – liderança comunitária do Jardim d’Abril/SP
• Cristina Augusto – Núcleo de Combate ao Racismo/PT Butantã
• Daniel Kenzo – presidente do Diretório Zonal do PT Butantã/SP
• Deia Zulu – Secretária Municipal de Combate ao Racismo/ PT São Paulo
• Diva Nunes – Movimento de Moradia Cohab Raposo Tavares
• Edlayne Ribeirinho – Núcleo Florestan Fernandes PSOL Butantã
• Eduardo Belandi – Secretário de Formação do Diretório Zonal do PT Butantã/SP
• Erika Sato – Fórum Regional de Mulheres da Z/O, Butantã
• Gorete Ferreira – Liderança comunitária do Gelo/SP
• Ivana Jinkings – Editora Boitempo
• José Genoino
• Josefa Alves – Central de Movimentos Populares, Butantã/SP
• João Gabriel – coordenador do Setorial Comunitário PT
• Leandro Lira – movimento Circo Escola, São Remo/SP
• Leda (Edileide Elizete) – liderança comunitária do Sapé/SP
• Lester Amaral – Núcleo Florestan Fernandes PSOL, Butantã/SP
• Lincoln Secco – Núcleo de Estudos do Capital/USP
• Macarrão (Emerson Abreu) – presidente do Diretório Zonal do PT Ipiranga
• Mao (José Rodrigues Mao Júnior) – Garotos Podres
• Mateus Muradás – conselheiro municipal de políticas urbanas São Paulo
• Miguel Rodrigues – Pastoral de Rua
• Nathalia Campoy – Executiva estadual PT-SP
• Nisa (Antonisa Vieira Vale) – Setorial Comunitário PT-BA
• Olavo Carneiro – Executiva estadual PT-RJ
• Rachel Moreno – Marcha Mundial de Mulheres
• Renata Del Monaco – Flores da Resistência
• Rui Falcão
• Tâmara Silva – presidenta do Diretório Zonal do PT Tatuapé/SP
• Valter Pomar
• Vera Machado – coordenadora do Setorial de Economia Solidária PT-SP
• Yuri Martins-Fontes – Núcleo Práxis/USP

Para assinar acesse aqui

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.