Menu da Rede

enem 1 (1)

Principais vestibulares têm grande queda de inscrições

Ouro de tolo

Fundeb, “conquista” da frente ampla

A votação da última terça-feira não representou vitória alguma da esquerda

Rodrigo Maia chora de “emoção” com votação do Fundeb – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Na segunda-feira (21), a Câmara dos Deputados aprovou uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para renovar o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Como resultado, a União será obrigada a participar com 23% do fundo.

A esquerda pequeno-burguesa apresentou a votação do Fundeb como uma grande vitória dos trabalhadores e dos estudantes.

Nada poderia estar mais errado. Afinal, não houve “pressão” alguma dos estudantes sobre os deputados federais, nem tampouco dos trabalhadores. O mais provável é que a esmagadora maioria do povo brasileiro sequer sabe o que de fato seja o Fundeb. Quem aprovou o Fundeb foram 499 deputados, dentre os quais a imensa maioria é composta por vigaristas da pior qualidade. Votaram a favor do Fundeb não só a esquerda, mas também o DEM, o PSDB, o PTB e todo tipo de partido que ajudou a derrubar Dilma Rousseff em 2016 e que ajudou a colocar Bolsonaro no poder.

Sem a menor dúvida, o maior destaque da votação foi o picareta Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados e um dos principais articuladores da reforma da Previdência e de dezenas de ataques contra os trabalhadores. Maia chorou, literalmente, durante a votação. Fingindo emoção, declarou:

“São despesas que, na verdade, são investimentos nas nossas crianças e no futuro de tantos brasileiros”.

Se a direita toda votou a aprovação do Fundeb, se não houve mobilização alguma dos trabalhadores contra o parlamento, por que a esquerda estaria comemorando? Supostamente porque a aprovação garantiria maiores recursos para a educação. Afinal, o Fundeb é um fundo para que os municípios possam investir na educação.

A questão é que, enquanto Bolsonaro estiver no governo, a educação irá cada vez mais de mal a pior. O presidente ilegítimo tem tentado extinguir as eleições para reitores, privatizar as universidades, impor o ensino à distância para os filhos dos trabalhadores, censurar e patrulhar professores etc. Não será um fundo educacional que resolverá, minimamente, o problema da educação no País.

Quem de fato ficou satisfeito com o fundo foram os prefeitos e governadores, uma vez que receberão um valor maior da União. E, portanto, terão que comprometer menos recursos próprios com a educação. Ou seja, os prefeitos e governadores, que não querem investir na educação para que sobre mais dinheiro para seus negócios com a burguesia, foram os grandes beneficiários.

Essa votação é uma clara demonstração da política da “frente ampla”: não há ganho real algum para os trabalhadores, os parlamentares da direita que votaram a favor agora são apresentados como aliados da educação e a mobilização nas ruas contra o regime fica completamente secundarizada.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.