Menu da Rede

Acompanhe o Resumo do Dia na COTV

  • Capa
  • Judiciário
  • Fraude nas eleições: Ministério Público pode bloquear Telegram

Censura

Fraude nas eleições: Ministério Público pode bloquear Telegram

Direita golpista quer garantir o controle total das eleições sob a desculpa de disseminação de "fake news"

O Telegram pode ser o primeiro aplicativo a ser censurado – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

A burguesia brasileira vem atuando em várias frentes políticas para manipular as eleições, assim como fizera recentemente nas eleições de 2018, cuja armação mais criminosa foi a prisão de Luiz Inácio Lula da Silva.

Depois de ceder as urnas eletrônicas para o controle de uma empresa ligada aos golpistas Sérgio Moro, Dallagnol, Podemos e PSDB, o que põe mais uma vez em xeque a lisura das eleições; de estimular Geraldo Alckmin (sem partido) para ser vice-presidente a fim de desmoralizar a chapa de Lula, agora essa burguesia fascista planeja censurar a população com o bloqueio de aplicativos de comunicação como o Telegram.

Artigos Relacionados

O Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, vem sinalizando que pode vir a cancelar o Telegram na época das eleições, com o objetivo de combater as fake news – um atributo característico dos grandes meios de comunicação no Brasil que há décadas sempre agiram impunemente em favor dos candidatos da burguesia.

O criador do Telegram, Pavel Durov, não teve interesse em dialogar com Barroso sobre o assunto. Essa recusa, segundo alguns membros do Ministério Público Federal de São Paulo, pode levar a plataforma de comunicação a ser alvo de medidas judiciais de curto prazo.

Com o falso objetivo de combater as mentiras durante as eleições, o procurador regional Yuri Corrêa da Luz, que é responsável por esse inquérito das fake news, solicitou do Twitter informações a respeito das denúncias de notícias falsas na plataforma. Essa rede social, antes de responder ao pedido do Ministério Público Federal, criou uma caixa de queixas de desinformação, assim como já existe em outros países. O Telegram, a quem também fora solicitado essas informações, não deu sinais de colaboração nesse sentido e, segundo o Procurador Regional, pode ser censurado após terminar as tentativas de diálogo.

“O problema é que, neste caso do Telegram, nós não estamos falando de uma postura em defesa de usuários. No caso do TSE, não foram solicitados dados de usuários, mas sim um ‘cafezinho’. Ele (Barroso) está pedindo para sentar e conversar, e isso não está sendo atendido. No caso do MPF, tampouco estamos pedindo dados. Solicitamos informações como o relatório de transparência. Não há perseguição de usuários”, disse o procurador Yuri Luz.

Alguns especialistas consideram essa medida de censura contra o Telegram drástica.

“Para as eleições, pensando especificamente no problema da disseminação de notícias falsas, é desproporcional o TSE adotar esse tipo de medida (bloqueio) porque outras coisas poderiam ser feitas, como investigações de candidatos que fazem campanha dentro do Telegram. É complicado restringir a possibilidade de comunicação de tanta gente. É necessário punir os candidatos que fazem mau uso das redes”, explicou Yasmin Curzi, pesquisadora do Centro de Tecnologia e Sociedade da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Diante da crise do golpe, do fracasso da terceira via e a popularidade de Bolsonaro (PL) em baixa, a burguesia fará de tudo para manipular as eleições e favorecer seu candidato contra Lula. Ela sempre se utilizou da mentira como ferramenta eleitoral. Através de seus órgãos de comunicação, já difundiram várias mentiras contra Lula, Brizola, partidos revolucionários como PCO, enfim, esse falso combate às mentiras será mais uma ferramenta de censura que prejudicará a maior parte da população que está tendo mais voz e alguma oportunidade agora com as plataformas de comunicação.

O falso projeto de combate à mentira é mais uma ferramenta golpista da burguesia para favorecer seus candidatos que têm acesso irrestrito aos grandes meios de comunicação, onde lá seus candidatos podem fazer propaganda, mentir, omitir, caluniar e ficar impunes.

Como bem denunciou Rui Costa Pimenta e João Jorge Pimenta, no livro A era da censura das massas (Edições Causa Operária), os capitalistas estão tentando fazer a história andar para trás e fazer propaganda para políticos e jornais decadentes, censurando cada dia mais o povo ao atacar esses aplicativos.

Nenhum órgão da burguesia irá combater a mentira nas eleições, até porque a burguesia só ganha eleição por causa do seu festival de mentiras, dentre outras manipulações.

É preciso denunciar essa ação de censura da burguesia e o quanto antes democratizar todos os meios de comunicação para dar voz aos sindicatos classistas, associações e partidos políticos, a fim de que os diversos setores da sociedade possam democraticamente expressar sua liberdade de pensamento e cada um desmentir o que considera mentira nas redes sociais(rádio, televisão e internet).

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.