Menu da Rede

enem 1 (1)

Principais vestibulares têm grande queda de inscrições

  • Capa
  • Esquerda
  • Não é apenas Isa Penna, o PSOL inteiro quer eleger Doria

Contra Lula e o PT

Não é apenas Isa Penna, o PSOL inteiro quer eleger Doria

Para disfarçar seu combate a Lula ao PT de conjunto, PSOL fingiu que apenas uma deputada do partido apoiava o "nem Lula, nem Bolsonaro". Agora querem novamente infiltrar o PSDB.

Marcelo Freixo (ex-PSOL) e Guilherme Boulos (ainda no PSOL) na campanha eleitoral de 2018. – Foto: Marcelo Freixo foto Campanha/ Fotos Públicas.

Receba o DCO no Email

“Nem Lula, nem Bolsonaro”. O lema da terceira via, exposto pelas crianças do MBL na convocação dos atos de 12/09 não poderia deixar qualquer margem de dúvidas em relação ao conteúdo político da atividade.

Para facilitar a participação da esquerda mais descaradamente frente amplista, a organização do ato alterou a chamada para um farsesco “Fora Bolsonaro”. Porém, na prática, a palavra de ordem central do 12/09 continuou sendo “nem Lula, nem Bolsonaro”, o que é facilmente comprovado pelos registros fotográficos.

O PSOL adotou a posição oficial de não participar do ato, porém uma parlamentar do partido ignorou e se abraçou aos seus amigos do MBL. Mas Isa Penna não está isolada no partido nem sofreu qualquer sanção, pois ela apenas fez o que os caciques do partido queriam ter feito, não houvesse grave risco político na operação.

Adotar a palavra de ordem “nem Lula, nem Bolsonaro” abertamente seria uma aposta arriscada demais para o partido que tenta ganhar o eleitorado petista desde que foi criado. Assumir publicamente que é contra o político mais popular do país seria uma espécie de suicídio político.

Fora Bolsonaro e venha Doria

O atual presidente do PSOL, Juliano Medeiros, já vem impulsionando a tentativa de infiltração do PSDB nos atos da esquerda há algum tempo. Sem respaldo nenhum na realidade, afirmou nas redes sociais que os tucanos eram bem-vindos nas ruas.

Sobre o 12/09, Medeiros não delimitou um limite político para a participação do seu partido no ato do MBL. Ao invés disso, ponderou que o PSOL não participaria pois não participou da “construção do ato”, uma expressão com a qual a esquerda pequeno-burguesa guarda terna afeição.

Agora, retoma a tentativa de infiltrar a direita junto com o PCdoB. Os mesmos que pressionam para deixar Lula de fora dos atos, pois ele os exploraria eleitoralmente, querem que o povo aceite que os atos da esquerda se transformem em comícios eleitorais do BolsoDoria, como ocorreu em São Paulo no último domingo.

No fundo, as divergências são superficiais

Em essência, as diferenças internas entre as “lideranças” psolistas são menos políticas do que estratégicas. No fundo, o objetivo é o mesmo, fazer o que for necessário para afundar o PT e conseguir eleger mais deputados e vereadores com isso. Mas como dosar os ataques ao PT e os afagos à direita? É dessa delicada equação que derivam as divergências.

Para justificar sua ida ao ato dos fascistas contra o fascismo, Isa Penna colocou de maneira um pouco confusa: “Onde o fascismo cresce o populismo anda de mãos dadas, só eleger Lula não será suficiente para isso”. O que ela deixou escapar é que Bolsonaro e Lula seriam dois lados de uma mesma moeda, que seriam “fascismo” e “populismo”.

E ainda listou coisas negativas do PT que ela “não se esqueceu”, como a reforma da previdência levada a cabo no primeiro governo Lula e até a Copa do Mundo (!). Segundo a deputada, grande parte do povo é direitista e ela foi às ruas com a direita para falar com esse “povo”.

Em geral, os parlamentares do PSOL deixam escapar muito da política do partido nesses desabafos virtuais. Em troca de um cargo, esses carreiristas fazem o que a imprensa burguesa disser pra fazer. E colocam os setores populares que conseguem influenciar na mira da violência da burguesia.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.