Menu da Rede

Padre Júlio Lancellotti denuncia política criminosa da prefeitura

  • Capa
  • Esquerda
  • Milhares na Av. Paulista dia 12 no grande ato por Lula presidente

Todos às ruas

Milhares na Av. Paulista dia 12 no grande ato por Lula presidente

Encher a Avenida Paulista de vermelho para por a candidatura de Lula nas ruas

Lula na Avenida Paulista – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Faltam apenas 11 dias para a realização do ato nacional por Lula Presidente, na Avenida Paulista em São Paulo. Caravanas de norte a sul do país já estão sendo organizadas para esta que será a principal manifestação da esquerda nacional neste final de ano.

O ato foi aprovado após um amplo debate ocorrido na Plenária do Bloco Vermelho que aconteceu nos últimos dias 06 e 07 de Novembro em São Paulo, onde um dos eixos fundamentais da atividade foi o debate para que um programa de luta fosse elaborado e lançado pela militância presente no evento que contou com a participação do PCO, a militância de base do PT, MNLM (Movimento Nacional de Luta por Moradia), FIST (frente internacionalista dos sem teto), militantes da FNL (frente nacional de lutas) e PCPB (Partido Comunista do Povo Brasileiro). O interesse das centenas de presentes e que expressa a vontade de amplos setores da classe trabalhadora apontou que o caminho é lutar pela candidatura do companheiro Lula e um passo fundamental neste sentido é o ato do próximo dia 12 de Dezembro.

Assim os ativistas se reuniram e elaboraram um programa de luta com reivindicações de interesse geral dos amplos setores como vacina para todos com a quebra da patente e controle popular da vacinação, empregos com geração por meio da redução da jornada de trabalho para 35 horas, auxílio emergencial de um salário mínimo até o fim da pandemia enquanto não houver emprego para combater a fome e a miséria, salário vital para as condições de vida dos trabalhadores ter dignidade, a defesa das empresas estatais e do petróleo 100% públicos.

É importante ressaltar que o Bloco Vermelho apoiará a candidatura de Lula com um programa próprio, pois considera que para que o ex-presidente seja eleito e mesmo após as eleições precisará se apoiar na população para levar adiante uma política em defesa dos trabalhadores e para isso é preciso um programa popular, que mobilize amplos setores da população.

O movimento propõe a formação de comitês de luta em todas as cidade do país, em caso de grandes cidades criar comitês em bairros, fábricas, universidades e agrupar os amplos setores da população para promover uma mobilização permanente mesmo após as eleições. Os ativistas não estão interessados somente nos resultados eleitorais ou em pequenas reformas, mas em caminhar em direção ao Congresso do Povo e de uma Nova Constituinte. A plenária deliberou não somente a luta pela derrubada do governo Bolsonaro e pelo fim do golpe de Estado no país, mas também pela defesa de um governo dos trabalhadores da cidade e do campo, independente da burguesia e com Lula Presidente. 

A burguesia tem aumentado seus ataques contra Lula, principalmente pelas posições nacionalistas que ele tem assumido em defesa da America Latina e do governo da Nicarágua. Além disso, ela trabalha com afinco para sabotar a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva associando-o a Geraldo Alckmin e levantando a bola da terceira via. Isso é mais um fato que comprova o que há meses o PCO vem falando, de que as eleições de 2022 serão uma guerra e a burguesia já iniciou a etapa da guerra de guerrilhas contra Lula, preparando ainda um arsenal, que veremos será ainda mais vil e poderoso. Isso demonstra que a candidatura de Lula será uma candidatura de enfrentamento à burguesia e ao golpe. 

A defesa de Lula se trata da luta pela soberania do voto popular. O ex-presidente foi impedido de concorrer às eleições de 2018 pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no momento em que as pesquisas apontavam vitória no primeiro turno. O pretexto foi a condenação na operação Lava jato, na qual foi perseguido por Sérgio Moro, um juiz tucano a serviço dos Estados Unidos e que ganhou cargo de ministro no governo Bolsonaro. Lula é a maior liderança popular do país, que resultou do ascenso do movimento operário da década de 1970, portanto, um fator importante de mobilização que não deve ser descartado.  

Dessa forma, a tentativa por parte da imprensa burguesa em atrelar a imagem do tucano a Lula pode ter alguns significados, nenhum deles positivo para a candidatura do ex-presidente. Desde que foi lançada, a campanha na imprensa por esta chapa vem fazendo com que a ala direita do PT vislumbre uma nova aliança com a burguesia brasileira. Para este setor, Lula deveria buscar se aliar com toda a burguesia, indo à direita e garantindo apoio a seu governo. Contudo, esta política não passa de uma ilusão, uma armadilha que a burguesia promove para o PT. Os golpistas não querem saber de Lula e dos trabalhadores, podendo até mesmo ir novamente com Bolsonaro para impedir a vitória petista. 

O ato do dia 12 de dezembro contará com a participação de milhares de pessoas, estudantes, sindicalistas, movimentos sociais, todos com um programa claro e popular de luta, pelo Fora Bolsonaro-Lula Presidente, condição indispensável para que possamos ter um governo sob controle dos trabalhadores em 2022. Luiz Inácio Lula da Silva, embora não tenha um programa revolucionário como o do PCO, é o único candidato oriundo da classe trabalhadora e com base popular para derrotar o avanço do fascismo e a destruição do Brasil, mobilizando os trabalhadores e assim os radicalizando para o enfrentamento com a burguesia e o imperialismo.

No dia 12 de dezembro, todos às ruas lutar por Lula Presidente, por um governo dos trabalhadores!

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.