Menu da Rede

Jean Willys, assumidamente, um assalariado do imperialismo

  • Capa
  • Esquerda
  • Declaração de Haddad vai na contramão das posições de Lula

Frente amplista

Declaração de Haddad vai na contramão das posições de Lula

Colocar uma empresária bilionária vai desmoralizar uma parte das pessoas e toda a militância que lutou contra o golpe de Estado

Haddad, típico política pequeno burguês, que se divide entre interesses inconciliáveis – Lucas Lima/UOL/Folhapress

Receba o DCO no Email

Nesta quarta (24), em entrevista ao Estadão, Fernando Haddad afirmou que parte do Partido dos Trabalhadores (PT) defende o nome da capitalista identitária Luiza Trajano, dona do Magazine Luiza, como candidata a vice na chapa presidencial do Partido em 2022. Já em entrevista à Rádio Super de Belo Horizonte, ele disse que

tem gente no PT que tem saudade da dupla Lula-Zé Alencar. Ele foi a prova que um grande empresário pode ter compromisso com o País e ter responsabilidade social. Tem gente que acalenta o sonho de termos um vice assim.

As declarações do petista se chocam frontalmente com o ex-presidente Lula, que tem se posicionado em direção a um confronto com os golpistas, não à conciliação.

Haddad está baseado na perspectiva política da ala direita do PT, expressa no posicionamento do vice-presidente do Partido, Washington Quaquá, que disse recentemente ao Estadão:

“Precisamos nos reconectar com o empresariado que tem relação com o mercado interno e com o eleitor de centro, para formar maioria, ganhar e governar… Acho uma super chapa: Haddad/Luiza Trajano.”

Ficam evidentes  as contradições entre Haddad e Lula, as diferenças entre as posições dos dois.

 

Frente Popular 2002 e Frente Ampla 2022

 

A posição da ala direita do PT é a de que ao se apresentar como um partido ultra moderado, que tem como candidata a vice uma capitalista de confiança da burguesia, o partido novamente seria aceito para administrador o Estado capitalista, como o fez a partir do 1º governo Lula, em 2003, uma consideração que não leva em conta a diferença da situação do começo do século e dos dias atuais.

Em 2022, diante da destruição causada pelos governos neoliberais de FHC (PSDB) e a tendência a revolta popular generalizada, como ocorreu em outros países latinos (Argentina, Venezuela, Bolívia etc.), a burguesia fez um acordo com o PT, que se expressou na chapa Lula-Alencar, em que programas sociais seriam permitidos, desde que a condução da economia capitalista permanecesse intacta, o que se garantia também na indicação da burguesia dos ministros em posições chaves, como o caso de Henrique Meirelles, no Banco Central.

Essa condição para a conciliação, não existe mais. Não porque o próprio PT tenha alterado sua política, mas sim porque a própria burguesia desfez o pacto de maneira agressiva, com o golpe de Estado de 2016. Desde então, a burguesia passou a atacar frontalmente o PT e a fazer de tudo – Lava Jato, STF, ameaças dos militares – para que o Partido não voltasse ao poder. Logo, independente de quanto Quaquá e Haddad, elementos da ala direita do PT queiram, as condições para a política de conciliação de outrora, já não existem mais. O que há são apenas ilusões de que é possível aplicar a mesma política de conciliação no período da polarização resultante do golpe de Estado.

Em 2002 eles colocaram Alencar porque um setor da grande burguesia autorizou a eleição de Lula e escolheu um setor mais fisiológico para compor o governo Lula que, nestas condições,  funcionou como bombeiro para a situação do País.

Diferentemente da política de conciliação, que o próprio Haddad procurou aplicar, como prefeito de São Paulo – quando ficou, por exemplo, ao lado do governador Geraldo Alckmin (PSDB), Dante dos protestos contra o aumentos das passagens, duramente reprimidos pela PM tucana – e como candidato em 2018, a burguesia e a direita fazem justamente o contrário. Diante do risco da volta da esquerda ao poder, apoiaram a extrema direita e escolheram Bolsonaro como o grande beneficiário da fraude eleitoral. Ou seja, em 2002 a burguesia deixou o PSDB temporariamente de lado para apoiar o PT. Em 2018 a burguesia deixou o PSDB de lado para junto com os tucanos apoiar o Bolsonaro. Tudo indica, inclusive, que isso poderá ocorrer novamente em 2022, se a disputa ficar entre PT e Bolsonaro.

Isto ficou claro também nas eleições do Congresso. O centrão abandonou a candidatura de direita e apoiou os candidatos do Bolsonaro. Com a anuência da Forças Armadas, Bolsonaro é uma aposta lógica. Ele fecha acordo com facilidade com setores da burguesia.

Desde 2016 a burguesia imperialista impôs um veto ao PT e a burguesia nacional não tem condições de enfrentá-la. Por isso, as declarações de Haddad – de quem Lula, disse em uma oportunidade, ser “o mais tucano dos petistas”- que vão no sentido de tentar ganhar a eleição se apresentando como um João Doria (PSDB), não faz sentido algum, pois o PT não é um partido de direita, que vai ser aceito e apoiado pela burguesia nas condições atuais.

Como disse o próprio ex-presidente Lula, em entrevista à Folha/Uol, a “terceira via” (que vai de Ciro Gomes ao PSDB) decidiu votar em Bolsonaro em 2018. Logo, a campanha de Haddad de uma chapa centrista se coloca na contramão de Lula e da própria realidade política. Ao invés de insistir nessa política capituladora, ele deveria defender a candidatura do próprio Lula, que segue com seus direitos políticos cassados pelos golpistas do STF.

Como o cenário de polarização mostra, a candidatura do PT tem que apostar na mobilização contra a direita e a extrema direita. A esquerda só tem como ganhar contra toda a burguesia, com uma pressão das massas, a única forma de impor uma derrota à burguesia, que deu e mantém o golpe de 2016.

Haddad tem uma ideia ultrapassada de que basta colocar um empresário na chapa para que o PT tenha o apoio da burguesia. Mas a burguesia quer apoiar o PT? De onde vem essa constatação? Essa política na verdade apenas leva o Partido a fazer acenos muitos maiores à direita. Colocar uma empresária bilionária vai desmoralizar uma parte das pessoas e toda a militância que lutou contra o golpe de Estado. A candidatura do PT só pode ser uma candidatura de luta, do movimento operário contra a direita.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

Blogues

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!

20 novembro

Neste sábado: abaixo o massacre do povo negro, Lula presidente!

Bloco Vermelho presta apoio a Cuba e convoca ato de solidariedade

“Plenária Vermelha”: uma vitoria contra a politica de capitulação

lula pco abc

Plenária Nacional do Bloco Vermelho agrupa contra a frente ampla

Mais de 150 assinaturas convocam Plenária Lula Presidente

cartaz plenária nacional

Dirigentes do PT, PCO, CUT e PCPB convocam Plenária Nacional

Aprender da derrota diante de Doria em SP

Servidores/SP: é preciso ir além da “pressão” parlamentar

Uma Plenária Nacional por Fora Bolsonaro e Lula presidente

A “esquerda” que luta contra a candidatura de Lula

“Centrais” golpistas atacam a CUT para defender carrascos do povo

PSOL decide não ter candidato mas não aprova apoio a Lula

Inflação dispara e mostra tendência geral de agravamento da crise

Fora todos os carrascos dos trabalhadores dos atos da esquerda!

Gilmar Mendes libera grandes empresas de pagar trabalhadores

Crise divide a direita e votação da “reforma” é adiada

BolsoDoria quer privatizar Sabesp, Petrobras e portos

Globo escancara o golpe da 3ª via e transmitirá primárias do PSDB

Quem vai deter Bolsonaro?

Dia 7/9, tomar as ruas contra a ditadura de Bolsonaro e Doria

BolsoDoria quer limpar o caminho para Bolsonaro desfilar

As lições do dia 18/8 e a mobilização de 7 de setembro

Por ruas ainda mais vermelhas, sem a direita, por fora Bolsonaro

Wilson Witzel depõe hoje na mais nova sessão da CPI da Covid

Direita manobra e mantém mecanismos ditatoriais mesmo sem LSN

1º de Maio na Sé: vitória da mobilização contra a paralisia

Mais um passo na privatização da CEF

Contra as demissões é preciso ocupar a LG

Presença de Lula ‘enfraquece’ a direita

Com Lula, por um governo dos trabalhadores

Movimentos

A ditadura do judiciário contra os trabalhadores

7/9: Uma demonstração de força e covardia

Onde está a democracia no tempo de TV e nos recursos eleitorais?

Esquerda se junta à direita na defesa do sistema eleitoral

Esquerda desnorteada, pede que Moraes nos salve de Bolsonaro

Leandro Brugnago Denuncia a Ditadura do STF

Em Brasília, lotar as ruas como na Cinelândia e em Diadema

Depois de Jonhson, Biden será a próxima vítima da guerra?

Uma política para a CUT e os sindicatos diante do recorde de fome

É a fome!

alexandre moraes stf 913.jpg

O PCO não está só na luta pelas liberdades democráticas

STF fora do controle popular é ditadura!

10 mil contra 11

pm rj

Parar as chacinas, dissolver a Polícia

“Garimpeiro não é bandido, é trabalhador”

Os “amigos da onça” são uma ameaça contra Lula

A disputa  é pelo comando do golpe e não para impedí-lo

Ficou provado que “centrais de brinquedo” não mobilizam ninguém

Querem “roubar” o candidato dos trabalhadores

Romper a paralisia e reverter o fiasco do 1º de Maio

Policial não é trabalhador

Todos na rua, por Lula ou nada!

Revogar a reforma trabalhista tendo Alckmin à frente?

CSN, garis, professores x Conclat: dois caminhos, duas políticas

De São Paulo a Dubai, de Budapeste a Islamabad e de 1915 a 2022

O Brasil é favorito na copa?

Criminalização do nazismo é desculpa para incriminar o comunismo

Para arrancar os 33,24% convocar uma greve nacional da Educação

33,24% seminário

Doria e prefeitos armam golpe contra reajuste de 33,24%

lulajá

Não apoiar Lula por conta de seus aliados é um erro a ser evitado

Contra o golpe do reajuste de 0% para o piso dos professores

conferência sindical mesa

Conferência aprovou luta contra reformas e por Lula presidente

O golpe de Boulos e do PSOL contra o PT e em favor da direita

alckmin e doria firmam parcerias entre estado e município

Os ataques de Doria aos professores e o fracasso da frente ampla

Iniciar uma campanha militante e de massas em torno de Lula

Agora! Natália Pimenta no Pânico da Jovem Pan

Todos na Paulista: é Lula contra Bolsonaro e toda a direita

Petistas reagem à chapa com Alckmin e chantagem do PSB

Às ruas por Lula presidente com vice das lutas populares

ato paulista 7:11:21

Dia 12 é na Paulista por Fora Bolsonaro e Lula presidente

carteira vazia

Recessão e inflação: defender os salários com “gatilho”

alckmin e aceio paulista

Nós professores não queremos Alckmin. Nenhum trabalhador quer!

A esquerda que se opõe às ideias e à luta revolucionária

Contra o roubo dos salários, lutar pelo “gatilho salarial”

Unir já toda a esquerda e o povo por Lula presidente!