Menu da Rede

Dallagnol chamou de “imbecis” quem denunciou morte de reitor

Bichinhos de estimação da CIA

Boulos é um projeto de laboratório

O imperialismo não busca financiar apenas a direita. Dentro de movimentos e partidos de esquerda há "lideranças" artificiais para impedir a radicalização contra o regime burguês

Guilherme Boulos na Revista Time – Foto: Ananda Migliano—Agencia Estado/AP

Receba o DCO no Email

Ao contrário do que setores da esquerda pensam, de que a Agência Central de Inteligência Norte Americana financiam apenas a direitistas, eles também dão suporte para que pseudoesquerdistas se infiltrarem nos movimentos de massas e de alguma maneira, ajudem a colocar abaixo governos de caráter popular. Em alguns casos esses colaboradores do imperialismo chegam bem perto de tomar o poder do país, como no Equador, onde surgiu um falso defensor dos índios, Yaku Pérez, e que na campanha eleitoral para a presidência teve uma votação muito expressiva. No segundo turno Pérez teve que retirar sua mascara.

Um dos principais nome da esquerda pequeno-burguesa, Boulos, não passa de um projeto de laboratório orquestrado pelo imperialismo. As revelações feitas pelo PCO sobre as ligações desse cidadão com organizações nacionais e internacionais golpistas é muito clara. É tudo coordenado e organizado pela CIA para derrubar governos no mundo todo principalmente na América Latina. Boulos é parte desse esquema criminoso que inclusive atacou o governo do PT de Dilma Rousseff em 2016 e que ainda continua de forma sorrateira e as vezes de forma mais escancarada.

É simples notar a diferença entre uma liderança artificial e uma real. Lula, por exemplo, é um metalúrgico, foi presidente do sindicato da categoria no ABC Paulista e dirigente de duas greves mais importantes do período histórico relacionado, que foram as de 1979 e 1980. Fundador de um partido de massas, que atinge a marca dos milhões de filiados, criador de uma das maiores organizações sindicais do mundo, a CUT, sem contar toda sua trajetória política, duas vezes presidente do país e seu envolvimento com toda a esquerda mundial. O PT e a CUT têm raízes profundas na classe operária e trabalhadora e na população esmagada e oprimida de todo país.

Agora vejamos, uma liderança artificial. Alçado pela imprensa burguesa alguns anos atrás, Boulos teve todo apoio e visibilidade da Folha de S.Paulo e outros meios de comunicação golpistas com o movimento “não vai ter copa”, movimento ligado diretamente a ONG´s e organizações que defendem os interesses do imperialismo em todo continente latino americano. O MTST – que segundo algumas pessoas falam – o psolista dirige ainda se apresenta em mobilizações com palavras de ordem vazias, quando não, partem para fazer manifestações vagas de cunho golpista para atacar governos de esquerda como foi no golpe de 2016.

Também não deveria ser segredo – para ninguém de esquerda – que o imperialismo, através de suas agencias de levar  “democracia” para países atrasados são financiadas pela CIA. Diante uma verdadeira liderança popular – que ameaça o controle do imperialismo em certas regiões do globo – inventam seus grandes “combatentes do mal” fictícios. Qual o objetivo disso? Dividir a esquerda e manter o regime burguês. Controlar as mobilizações populares que se apresentam como um risco para a burguesia mundial. Sufocar manifestações combativas com pautas meramente ilusórias que jamais irão atacar frontalmente os interesses das grandes corporações e seus tentáculos sobre o a escravidão dos trabalhadores.

Vejamos uma situação mais atual, que marca um falso esquerdista, ou um rato criado em cativeiro pelo imperialismo e uma pessoa de esquerda de verdade. A recente passagem do ex-presidente Lula pela Europa, em uma das suas várias entrevista para canais internacionais defendeu o regime cubano, o governo maduro e as eleições na Nicarágua – Daniel Ortega. Agora veja o Boulos, os três temas para ele em suas exposições – como bom bagre ensaboado que é – faz suas enrolações e sempre termina dizendo que jamais vai apoiar qualquer tipo de ditadura. Dentro do PSOL há setores que defendem abertamente que são regimes ditatoriais e que deveriam ser derrubados.

As campanhas eleitorais são bem esclarecedoras, de como o ratinho é subserviente aos objetivos dos capitalistas. Suas falas e declarações, bem colocadas pela imprensa venal, não esconde os afagos de Boulos aos empresários sanguessugas da população brasileira. Os últimos debates de Boulos e sua candidatura à prefeitura de São Paulo tinha até mesmo troca de elogios entre o concorrente pelo PSOL e o candidato do PSDB Bruno Covas. O tratamento que é dado pela imprensa golpista ao “líder do MTST” e ao Lula é muito significativo, deixa bem claro quem tá domesticado e quem não se pode dar voz ou vez.

É dever da esquerda revolucionária mostra para toda população quem são esses farsantes. Mostrar o tamanho do perigo que é esses infiltrados na luta do povo contra a burguesia. Esclarecer que a CIA o imperialismo, trabalha em diversas frentes para que a população não tome o poder e implante um governo do proletariado. A tentativa da imprensa golpista em relação ao Boulos sempre foi clara, tentar substituir por algo artificial, a liderança de massas concreta e verdadeira que é o ex-presidente Lula.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.