Menu da Rede

Bolsonaro lança Programa Habitacional: Minha Casa, Minha Milícia

  • Capa
  • Esquerda
  • 7 vezes em que a esquerda serviu de papagaio da direita

Marionete da burguesia

7 vezes em que a esquerda serviu de papagaio da direita

A esquerda pequeno burguesa por falta de uma politica independente e própria vive a reboque da direita e até mesmo chega a apoiar manobras imperialistas

Joe Biden – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Por falta de uma politica própria, independente, a esquerda pequeno-burguesa sempre acaba seguindo o que a burguesia defende. Os casos em que a esquerda serviu de papagaio de pirata para a direita são muitos. Neste artigo vamos listar apenas os 7 mais recentes. Há também situações em que partidos como PSOL e PSTU não apenas fazem coro com a direita, como também defendem abertamente campanhas golpistas do imperialismo contra países atrasados. Dois exemplos brasileiros claros são o apoio a Lava Jato feito pelo PSOL, e o “fora todos” do PSTU. Ambos amplamente divulgados pelo imprensa capitalista com interesse abertamente golpista contra o governo do PT às vésperas do golpe de 2016.

“Nenhuma tolerância para os intolerantes” 

Uma situação curiosa algum tempo atrás foi a esquerda pequeno burguesa defender a Lei de Segurança Nacional – uma lei exclusiva para criar presos políticos no país . A Lei aplicada pelo Ministro do STF, Alexandre de Moraes, à revelia do que diz a constituição federal, ou seja, uma verdadeira arbitrariedade, prendeu em “flagrante delito” o deputado Daniel Silveira (então no PSL) por expressar suas opiniões nas redes sociais. A esquerda desorientada saiu a campo aplaudindo a medida grotesca do Ministro, sem ao menos se dar conta, que uma prisão ilegal, politica, mira automaticamente em seu próprio pescoço. Essa falta de princípios e a crença cega nas instituições burguesas, praticada pela esquerda em várias oportunidades e de formas variadas, joga água no moinho da direita e facilmente se vira contra as organizações populares e de luta da população oprimida. 

As “fake news” e a censura

As chamadas fake news se tornaram uma verdadeira desculpa da esquerda burguesa para uma das eleições mais fraudulentas de todas no Brasil, que foi a de 2018. Ouviu se falar até mesmo que Bolsonaro só foi eleito por que divulgou mentiras na internet. O que é claramente uma ficção. A burguesia montou a arapuca: a direita jogou na imprensa golpista, e a esquerda mordeu a isca. Mais uma vez, saíram em campanha loucamente junto com direita e as instituições “democráticas”, para implantar o projeto de lei sobre fake news, que prevê medidas que exigirão coleta maciça de dados dos cidadãos e podem levar à perseguição política, criminalização de movimentos sociais e violação de sigilo de fontes jornalísticas. Uma verdadeira aberração politica, reacionária.

Copa América não, Olimpíadas sim

Foi anunciado, em 2021, que a Copa América seria no Brasil, mas que não seria transmitida pelo órgão da imprensa burguesa mais ligada ao imperialismo – a Rede Globo. Começou a mesma coisa quando, em 2013, o PSOL, encabeçado por Guilherme Boulos dizia “não vai ter copa” para fazer oposição ao governo do PT. Agora, a campanha utilizou a pandemia como justificativa para que não ocorresse o evento no Brasil, a esquerda mais uma vez foi a reboque da Globo golpista contra a Copa América. O mais engraçado é que, dias depois do fim do campeonato, iniciou-se as Olimpíadas de Tóquio – essa sim com torcida presencial -, mas não se ouve nem um pio da esquerda contra o evento, que é centenas de vezes maior e com a mesma crise pandêmica de outrora em todo mundo. Seria talvez porque as Olimpíadas agora estão sendo transmitidas pela Rede Globo?

Obrigatoriedade da vacina

Sem ao menos ter vacina no Brasil, no inicio do ano, a burguesia fazendo o que faz de melhor, demagogia, se antecipou para votar no Congresso a obrigatoriedade, para que a população pudesse se vacinar contra o Covid-19. Não foi dessa vez que a esquerda pequeno burguesa decidiu defender os direitos individuais do cidadão brasileiro. A esquerda “bem pensante” veio a publico aplaudir, mais uma decisão do “maravilhoso” STF em um claro devaneio autoritário e fascista contra a população. A desculpa foi a de que “o interesse coletivo se sobrepõe aos interesses individuais”. Perceba, que basta os ministros do STF se colocar contra o presidente fraudulento, seja atacando os direitos do cidadão, seja negando lhes direitos mais fundamentais, que a esquerda balança o rabinho e apoia qualquer medida que seja mesmo que arbitrária e antidemocrática. Parece mesmo uma sina, se a atitude é supostamente contra Bolsonaro não importa de onde venha ou que signifique, a esquerda pequeno burguesa estará ali para apoiar.

São João Doria da vacina o ser “cientifico” e “civilizado”

Seguindo a mesma linha do Supremo de chamar Bolsonaro de negacionista em relação a pandemia, a direita não perdeu tempo. E mesmo agindo exatamente como o presidente fascista e genocida – que não fez absolutamente nada para diminuir os danos da crise sanitária – a esquerda não poupou elogios ao governador de São Paulo João Dória (PSDB). De acordo com essa esquerda, o Bolsodoria, seria um ser “civilizado” “cientifico” o grande combatente na luta contra o Covid. Visto que o Estado mais rico do país, é que mais concentra o número de mortes e contágios pela doença de todo Brasil. Além disso, a esquerda burguesa seguiu a risca as recomendações da imprensa golpista e da direita em geral. O “fique em casa” – única medida tomada por todos os governantes direitistas em combate ao vírus – serviu como escudo para a esquerda se esconder em baixo da cama e esperar a burguesia e o imperialismo, de conjunto, matar muito mais de meio milhão de trabalhadores brasileiros.

Biden, o grande salvador da humanidade

A posição da esquerda em direção ao governo do Estados Unidos, Joe Biden, mostrou que estão totalmente atordoados e em perfeita sintonia com o que há de pior do capitalismo mundial. Foi fácil, se formou uma propaganda gigantesca por parte do imperialismo colocando Biden como um verdadeiro democrata, o salvador da humanidade que disputava a eleição contra um fascista. Além de defender o candidato democrata, a esquerda realmente acreditou que a vitória de Biden seria a derrota do “mal maior” Trump. E fazendo cegamente a politica da direita, caiu no conto da Carochinha comemorando a eleição de Biden. Este, que em poucos dias, já se mostra ao que verdadeiramente veio, como um dos maiores representantes do imperialismo mundial, que já orquestrou e organizou vários golpes de Estado em países atrasados no passado. Atualmente faz o que de melhor sempre fez, continuando e ampliando as politicas golpistas contra governos legítimos em todo planeta, especialmente na América Latina. 

Voto impresso

Neste momento a extrema direita no Brasil, está em intensa campanha pelo voto impresso. A discussão sobre o voto impresso é apontada como uma tentativa de golpe, por parte do presidente que é fruto de uma fraude eleitoral Jair Bolsonaro. Do outro lado, alegando que não há nenhuma fraude nas eleições e nas urnas eletrônicas estão os partidos tradicionais da burguesia (MDB, PSDB, MDB, PSD) que se posicionam contra a aprovação do Projeto de Emenda à Constituição (PEC) do voto impresso no Congresso Nacional. À reboque destes verdadeiros paladinos da democracia, o PSOL e o PCdoB, ao lado de ninguém menos que o presidente do TSE Roberto Barroso, contestam uma possível fraude e se posiciona abertamente contra o voto impresso. A esquerda pequeno-burguesa, alega que se trata do “retorno” das fraudes eleitorais a aplicação do voto auditável. Sendo assim, repetem sem ao menos pestanejar o que tenta manter em relação ao voto e as eleições no país a escória direitista e parasita junto as instituições dominantes da burguesia contra o povo.  

A história a ver navios

Repare que a esquerda pequeno burguesa, não faz um mínimo de esforço cognitivo para suspeitar do processo eleitoral brasileiro, e se declaram contra medidas que podem reforçar a fiscalização nas eleições. Para a burguesia é simples, estão apenas defendendo um sistema que há anos os mantém no poder. Não suspeitar do processo eleitoral brasileiro não é apenas um absurdo, é estar definitivamente cego diante de todas as “surpresas” que foram as eleições anteriores e principalmente as de 2018. Candidatos de esquerda que apareciam na frente em pequisas eleitorais, sequer foram eleitos ou passaram para o segundo turno. Já por outro lado, políticos de direita totalmente desconhecidos da população, conseguiram recordes de votos e garantiram seus cargos nesse labirinto antidemocrático e carcomido, que são as eleições brasileiras.

Vale ressaltar neste ponto dois casos que demostram claramente, que além de suspeitas, coisas muito esquisitas acontecem nas urnas e nas eleições no Brasil. O primeiro é caso da Dilma Rousseff em Minas Gerais, liderava as intenções de votos mas não se elegeu. Outro caso clássico é do Wilson Witzel no Rio de Janeiro, que dias antes das eleições ninguém sabia quem era e por fim, amanheceu eleito governador do Estado. Só resta concluir que toda essa confusão e delírios, mostra que a esquerda pequeno burguesa em geral não tem politica própria mesmo, e vive no mundo da fantasia. 

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.