Menu da Rede

Cafu é mais um contra a existência do VAR

  • Capa
  • Política
  • Em vídeos: 6 crimes do PSDB contra a população

Repressão

Em vídeos: 6 crimes do PSDB contra a população

Por meio da polícia, os governadores "científicos" provam que estão aí para reprimir o povo

Polícia Militar de São Paulo, verdadeira formação de militantes do PSDB – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

A violência da direita contra a população é amplamente conhecida. Diariamente ocorrem diversos assassinatos, massacres e outras formas de esmagamento do povo, promovidos pela polícia ou por jagunços, a mando do governo, de latifundiários, da burguesia. 

Nessa lista iremos mostrar 6 vezes em que a direita, mais especificamente o PSDB, cometeram crimes contra a população — isso porque, no momento, existe uma campanha no sentido de colocar o PSDB como “terceira via” e “partido do povo”, sendo inclusive colocado como “centro-esquerda” por alguns setores da extrema-direita, obviamente sem nenhum fundamento na realidade:

1. Desocupação do Pinheirinho

Em 2012, durante o governo de Geraldo Alckmin no estado de São Paulo, a Polícia Militar de São Paulo e a Guarda Civil Metropolitana foram acionadas para realizar uma reintegração de posse na comunidade de Pinheirinho, em São José dos Campos. A brutalidade e violência da PM, entretanto, transformou a região em um cenário de caos, tendo reunido cerca de 2 mil policiais para desalojar entre 6 e 9 mil pessoas que ocupavam a comunidade desde 2004.

2. Massacre de Paraisópolis

Em dezembro de 2019, durante o governo de João Dória, a Polícia Militar de São Paulo invadiu o chamado Baile da DZ7 em Paraisópolis, favela da zona sul de São Paulo. A ação resultou em 9 jovens entre 14 e 23 anos mortos pela PM.

3. Despejo de famílias Sem-Teto em Piracicaba

Em maio de 2020 a PM de Dória realizou um despejo violento de 50 famílias sem-teto na região do Taquaral, em Piracicaba (SP). A ação começou subitamente, por volta de 6h da manhã, com os moradores tendo acordado com tratores destruindo suas casas.

4. Repressão contra servidores públicos no Paraná

Durante uma manifestação em 29 de abril de 2015, em Curitiba, no Paraná, a polícia do então governador Beto Richa atacou servidores públicos, sobretudo professores, deixando cerca de 200 feridos.

5. Repressão durante votação da reforma da previdência em SP

Em março de 2018, durante a votação para a aprovação da Reforma da Previdência para servidores públicos na Câmara Municipal de São Paulo, a Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana de João Doria reprimiu manifestantes, sobretudo professores, violentamente.

6. Brigada Militar reprime professores no Rio Grande do Sul

Em um protesto em novembro de 2019, a Brigada do governador Eduardo Leite reprimiu professores durante uma greve.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.