Menu da Rede

Forças Aeroespaciais russas destroem mercenários da OTAN

  • Capa
  • Política
  • Dia 12: partidos e movimentos sociais às ruas por Lula presidente

Avenida Paulista

Dia 12: partidos e movimentos sociais às ruas por Lula presidente

Para esta mobilização, é necessário a presença de todos  aqueles que se colocam na luta pela candidatura de Lula e contra o regime golpista.

É hora de sair às ruas, agora não apenas por Fora Bolsonaro, mas também por Lula Presidente! – Reprodução

Receba o DCO no Email

Faltam apenas 12 dias para a realização do ato nacional por Lula Presidente. Caravanas de todo país já se preparam para esta que será a principal manifestação da esquerda neste fim de ano, em São Paulo.

Como parte da principal resolução da Plenária Nacional do Bloco  Vermelho, o dia 12 de dezembro será marcado pelo ato nacional por Lula Presidente, que tomará conta da Avenida Paulista. Estão sendo esperadas caravanas de todas as regiões  do país, para um ato de milhares de pessoas, tornando-se assim a primeira grande atividade em defesa da candidatura dos trabalhadores após a última plenária que colocou nas ruas a campanha.

Do norte ao sul do país

A manifestação contará com a presença do Partido da Causa Operária, Comitês de Luta, militantes do PT, entre outras organizações populares que estão se somando a esta fundamental atividade. A expectativa é que milhares de pessoas se somem na Avenida Paulista na defesa de Lula.

A respeito desta atividade, Adriano Teixeira, um dos coordenadores do Partido da Causa Operária no sul do país, afirma que a “expectativa entre a militância, seja do PCO ou dos companheiros do PT, é alta aqui no Paraná. Estamos organizando um ônibus principal que sairá de Curitiba, assim como feito para a plenária nacional no mês anterior. Nosso objetivo é levar sobretudo os companheiros militantes das organizações populares e os trabalhadores, que cada vez mais estão se lançando à frente da luta contra o golpe”.

Adriano também destaca a importância da Plenária Nacional ocorrida nos dias 6 e 7 de novembro. Segundo ele, “a plenária foi fundamental, nós conseguimos dar o pontapé inicial da campanha de mobilização por Lula Presidente. Aglutinamos centenas de trabalhadores de todo país, representantes da luta contra o golpe e da defesa da candidatura de Lula, e definimos um programa geral de luta”.  “Outra coisa que chamou a atenção neste plenária foi a unidade política, estava claro para todos que esta era a luta a ser travada”, conclui o coordenador regional do Partido.

Segundo apurado, a região sul ainda contará com ônibus de Santa Catarina, tendo como principal saída Florianópolis, e também um outro ônibus de Porto Alegre, garantindo a participação de toda região na manifestação nacional em São Paulo, assim como ocorreu em novembro.

No mesmo sentido, Victor Assis, coordenador do Partido na região Norte e Nordeste do país, afirma que ”a programação é levarmos diversas caravanas de nossos estados. Para a plenária, garantimos a presença de companheiros de todo nordeste, organizando companheiros indígenas e muito mais. Agora, nossa ideia é ampliar ainda mais a convocação para levar o maior número de pessoas possível”.

Sobre as últimas atualizações das caravanas, Victor afirma que “os ônibus já estão sendo fechados, vamos levar companheiros da Paraíba, Bahia, Pernambuco, e muito mais. Estamos buscando garantir que todos os interessados participem, e como vimos na última caravana, todo mundo tem muita disposição de lutar por Lula Presidente. Praticamente cruzamos o país inteiro e agora faremos de novo, e a recepção à caravana apenas cresce de maneira extremamente positiva”.

Victor comenta ainda que “isto mostra bem o espírito geral da mobilização; enquanto as direções da esquerda pequeno-burguesa ficam paralisadas, muitas nem saíram de casa até agora, a militância de base destes partidos e os trabalhadores estão dispostos a fazer de tudo para derrubar o regime golpista e garantir a eleição de Lula”.

Rompendo com a paralisia e colocando a candidatura de Lula nas ruas

O que pode ser visto é que a organização por parte do Bloco Vermelho foi decisiva para romper a barreira imposta  pelas direções da esquerda pequeno-burguesa contra a mobilização. Estes setores destruíram as manifestações com a política de frente ampla e seu amplo boicote aos atos de rua. O dia 20, dia de luta do povo negro, demonstrou isto, com a realização praticamente  de um ato apenas na cidade de São Paulo, uma clara demonstração da paralisia que se encontra a esquerda brasileira.

Por outro lado, com o chamado do Bloco Vermelho, esta barreira pôde ser superada e agora a manifestação não será simplesmente parte de um movimento genérico por “Fora Bolsonaro”, mas sim, parte de uma mobilização nacional com um programa de luta dos trabalhadores definido, e sobretudo por Lula Presidente.

Isto é uma resposta direta à esquerda e à direita que só falam de eleições e buscam a todo custo destruir qualquer luta contra o regime golpista. Para a esquerda  pequeno-burguesa a “luta” se dá por cima, por meio das negociações com a  burguesia e na  defesa da frente ampla com o golpe, boicotando a candidatura de Lula. Para a direita as eleições estão acontecendo desde o início do ano.

Agora é hora de lutar por Lula Presidente!

Doria, Sérgio Moro, Ciro Gomes, entre outros, fazem parte da manobra já anunciada da burguesia pela terceira-via. Já Bolsonaro está há muito tempo também em campanha eleitoral, assim como a própria imprensa burguesa, que hoje protege figuras como Moro da terceira-via e centra cada vez mais fogo na figura de Lula, o candidato dos trabalhadores.

A partir de janeiro, a campanha contra Lula apenas crescerá por parte da burguesia e sua imprensa, que com o apoio do imperialismo, querem impedir a todo custo que Lula não se eleja, e caso consiga, não governe. Mesmo assim, a esquerda que apoia Lula está se colocando na defensiva e não lançando uma real campanha em sua defesa, por isso que o Bloco Vermelho junto à base desses partidos e dos trabalhadores está cumprindo um papel fundamental ao convocar o ato nacional por Lula Presidente.

Para esta mobilização, é necessário a presença de todos aqueles que se colocam na luta pela candidatura de Lula e contra o regime golpista. É hora de sair às ruas, agora não apenas por Fora Bolsonaro, mas também por Lula Presidente!

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.