Menu da Rede

“Censura não muda a situação da mulher na sociedade”

  • Capa
  • Polêmica
  • O lava-jatismo é pior do que o bolsonarismo e o PSOL é seu aliado

PEC 5

O lava-jatismo é pior do que o bolsonarismo e o PSOL é seu aliado

A operação montada nos Estados Unidos causou muito mais estrago que a falação de Bolsonaro

Deltan Dallagnol e sua apresentação de Power Point – Foto: Reprodução/Twitter

Receba o DCO no Email

Na última quarta-feira (20), a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 5 foi enfim votada no Congresso. Necessitando da aprovação de 2/3 da Casa, a proposta acabou sendo derrotada. Faltaram 11 votos. O PSOL, único partido de esquerda que votou contra a PEC, mobilizou todos  os seus nove deputados para barrar a proposta, sendo acompanhado por partidos como o PDT, que contou com dezesseis votos contrários à medida.

Embora sabotada pelo PSOL e por partidos que se dizem “progressistas”, a PEC foi integralmente apoiada pelo maior partido de esquerda do País, o PT. E não por acaso: o objetivo da PEC era limitar a independência do Ministério Público em relação ao Congresso. Caso aprovada, a PEC alteraria a composição do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), aumentando a participação do Congresso sobre a atividade dos procuradores.

O PT foi o partido que mais sofreu com as arbitrariedades do Ministério Público. Para ficar apenas em um caso — o mais famoso de todos —, o ex-presidente Lula, maior líder popular do País e candidato favorito das eleições de 2018, foi colocado na cadeia por causa de uma articulação podre entre a Polícia Federal, o Judiciário e o Ministério Público. Neste caso, dois episódios super grotescos se destacaram, demonstrando não só a ignorância dos procuradores, como também a sua completa parcialidade: a apresentação de Power Point de Deltan Dallagnol e o relatório que dizia que Lula teria envergonhado “Marx e Hegel”.

A iniciativa, embora tímida e extremamente limitada, não deveria ter sido vetada, como fez o PSOL. Muito pelo contrário, deveria ser estimulada: quanto menos poder tiver o Ministério Público, menos condições terá para praticar as suas criminosas arbitrariedades.

O PSOL argumenta em seu favor que o projeto daria mais poderes ao Congresso, que seria golpista e estaria sob controle de um aliado do fascista Jair Bolsonaro. É fato — e se não fosse assim, Arthur Lira (PP), que não tem preocupação alguma com princípios democráticos, não apoiaria a PEC. No entanto, o que o PSOL não compreende — ou não quer compreender — é que os pais do Ministério Público são muito piores que Bolsonaro.

Não é uma questão de vontade. Bolsonaro já falou que iria metralhar militantes de esquerda, matar 30 mil, colocar na cadeia etc. É um fascista, sem dúvida alguma. No entanto, em dois anos de governo, ele não fez nada disso. No máximo, matou milhares de fome e outros tantos pela força policial, resultado da política que já vinha sendo implementada pelo governo golpista de Michel Temer. A Lava-jato, apenas uma das várias operações do Ministério Público, causou um estrago muito maior.

A Lava-jato, ela sim, colocou o maior líder popular do País na prisão. Destruiu por completo importantes indústrias nacionais, colocou outras tantas pessoas na cadeia, interveio em sindicatos e desmantelou partidos políticos. As medidas contra a corrupção, de encarceramento em massa, são aplicadas de maneira muito mais eficiente e muito mais radical do que o bolsonarismo.

Isso se dá porque Bolsonaro, embora queira perseguir adversários, torturar, matar, impor uma ditadura, ele quer fazê-lo por meio de um estado de exceção, quer essas medidas fora do marco legal. Afinal, é a única forma que consegue, já que não tem o domínio das instituições. Precisa, para conseguir ir adiante com sua política, enfrentar as contradições do regime, favorecer aliados, negociar com adversários, controlar bases, administrar crises etc.

A Lava Jato, por sua vez, tem poder suficiente para impor a mesma ditadura por meio das instituições. Por controlar o Judiciário e ser financiada pelos setores mais importantes do imperialismo, ela é capaz de dar segurança jurídica para a burguesia e o imperialismo de que as coisas serão feitas, de que só determinados rivais políticos serão atacados, ou seja, fazer com que o Estado controle perfeitamente a situação, ao contrário do que quer Bolsonaro, que quer um sistema descontrolado pelo Estado.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.