Menu da Rede

Palmeiras e Santos se enfrentam na final da copinha

  • Capa
  • Polêmica
  • Ninguém aguenta mais o câncer identitário

Ideologia direitista

Ninguém aguenta mais o câncer identitário

Os identitários tentam transformar o mundo na coisa mais chata que já existiu; não vão conseguir

A ideologia da classe média almofadinha – Reprodução

Receba o DCO no Email

Além da epidemia de Coronavírus, outra doença, talvez menos letal, mas certamente bastante contagiosa em um setor social identificado com uma classe média universitária, se alastra: a doença do identitarismo.

Desenvolvida nos laboratórios das universidades de ciências humanas, principalmente no Estados Unidos, ela é difundida pelo mundo através de muita demagogia política. Os principais vetores dessa doença são políticos do Partido Democrata norte-americano e de outros partidos pseudo-progressistas dos países imperialistas.

Os principais atingidos pelo vírus são esquerdistas universitários, pessoas de classe média com vocação e tempo para ideias extravagantes sobre o mundo, patricinhas e mauricinhos vestidos de hippies. A principal manifestação da doença é a transformação da pessoas em um ser anti-social, avesso ao debate de ideias e muito moralista.

Para esconder uma política genocida, espalham uma ideologia em que a única coisa que importa é fazer demagogia. Sim, porque não estamos falando de defesa de oprimidos. Esses ideólogos do identitarismo não querem saber dos reais direitos de ninguém, só estão preocupados mesmo em ditar regras de comportamento.

Pode jogar bombas à vontade sobre a cabeça de mulheres, crianças, negros, homens, LGBT em qualquer país do mundo, o que não pode é falar qualquer coisa considerada ofensiva, segundo os critérios arbitrários e os interesses desses ideólogos.

O identitarismo é um verdadeiro câncer na política e na sociedade em geral. Inimigo do debate, transforma qualquer ideia divergente em pecado, em lição de moral e passível de ser calada, censurada, “cancelada”. O identitarismo não permite o humor, não quer saber de manifestação espontânea, nada que coloque em xeque a concepção de mundo religiosa, nada que possa remotamente ofender os dogmas dos participantes da seita identitária.

A esquerda que embarcou nessa ideologia está cada vez mais reacionária. Trocou a luta real pelos interesses reais e materiais do povo oprimido por uma demagogia rasteira. Trocou o debate de ideias pela imposição de ideias. Trocou o a luta de classes pelo moralismo. Trocou a livre expressão pelo obscurantismo medieval.

E é por isso que essa esquerda identitária perde a cada dia mais apoio. Ela se desmoraliza diante da maioria do povo porque a maioria do povo, felizmente nesse caso, não pensa igual aos universitários da USP, da PUC, da Unicamp ou das universidades norte-americanas e francesas.

O povo não aguenta mais esses identitários. Nós não aguentamos mais os identitários. E é preciso deixar muito claro que o identitarismo não tem absolutamente nada a ver com o comunismo, com a luta da classe operária, na realidade, os identitários são inimigos dessa luta.

O identitarismo é reacionário, o identitarismo é ignorante, é obscurantista, medieval e muito sem graça.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.