Menu da Rede

Brasil tem recorde de endividados em 2021

  • Capa
  • Polêmica
  • Cretinismo parlamentar do PSOL favorece massacre em Rondônia

É preciso denunciar

Cretinismo parlamentar do PSOL favorece massacre em Rondônia

A esquerda nacional, em particular o PSOL, se afundam nas ilusões parlamentares e institucionais e viram as costas para o que está acontecendo no campo

Camponeses em Rondônia – Foto: Reprodução

Receba o DCO no Email

Enquanto a esquerda parlamentar vive no mundo encantado das manobras institucionais, CPIs, representações no STF, no mundo real o povo sofre cada dia mais intensamente.

O sofrimento do povo não é apenas por conta da miséria, da fome, da falta de assistência. O golpe de Estado estabeleceu um clima de terror ainda mais grave entre a população. Nunca a Polícia matou tanto no Brasil.

Mas é no campo que a população sofre mais. Os latifundiários estão cada dia mais à vontade para operar massacres contra os trabalhadores rurais e sem-terra. Em Rondônia, a situação é cada vez mais dramática.

Os companheiros da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) estão sendo cercados pela Polícia Militar do estado e pela Força Nacional de Segurança, que foi mandada pelo governo Bolsonaro para reprimir os sem-terra. Os militantes da LCP no local estão denunciando que está sendo preparado um verdadeiro banho de sangue. Com a cobertura da polícia e dos governos, jagunços e pistoleiros a mando dos latifundiários estão armando emboscadas e provocações, forjando crimes para criar artificialmente pretextos para ataques contra os acampamentos.

LEIA TAMBÉM:

Exclusivo: Advogado da LCP fala do massacre no campo

Enquanto essa dura realidade acontece, companheiros trabalhadores estão correndo risco de serem massacrados e alguns já estão sendo assassinados a sangue-frio, a esquerda pequeno-burguesa brinca de “democracia”.

Acreditaram que a CPI da Covid seria o fim de Bolsonaro. A farsa agora se revela. A burguesia não tem interesse em derrubar Bolsonaro. Outros setores da esquerda passaram mais de um ano bajulando João Doria, fazendo propaganda de que ele era o “civilizado”. Doria e o seu PSDB são mais bolsonaristas que o próprio Bolsonaro.

A presidenta da UNE tem um chilique quando é criticada por sentar-se à mesa com nada menos do que Fernando Henrique Cardoso, o homem da privataria.

O PSOL foi o que chegou mais longe na cretinice parlamentar. Não apenas acreditam na ilusão de uma mudança pelo Parlamento, como se aliam aos setores da direita do regime político. Foi o que aconteceu na votação da PEC 5, que pretendia limitar, ainda que timidamente, o poder do Ministério Público. Isso significa que o PSOL votou de acordo com os interesses do imperialismo. Quem comemorou a rejeição da PEC foi a Globo, Moro e Dallagnol.

Não apenas o PSOL se distrai com as ilusões nas instituições, como faz a maior parte da esquerda bajulando o STF, Doria e FHC, como defende o fortalecimento de um mecanismo antidemocrático que é o lava-jatismo. Ou seja, enquanto os companheiros da LCP arriscam ser massacrados, o PSOL dá mais poder aos golpistas, ao judiciário, ao imperialismo.

O símbolo do cretinismo do PSOL é aquela cena ridícula de seus deputados segurando laranjinhas nos corredores do Congresso. Essa cena pitoresca esconde um partido que deixou de ser apenas oportunista, reformista e conciliador. O PSOL assumiu definitivamente ser um partido que age de acordo com os interesses do imperialismo.

Mas o que de efetivo fez a CPI da Covid? O que de efetivo ocorreria caso um post de Bolsonaro fosse apagado no Twitter? O Brasil estaria sendo libertado do fascismo? Enquanto a esquerda adepta do cretinismo parlamentar, que acredita que a atuação no Congresso torna seus deputados (e os da direita “democrática”!) super-heróis, faz palhaçadas na tribuna, camponeses são executados diariamente.

As tribunas, que já devem estar entediadas de tanto discursinho fajuto, jamais ouviram uma única palavra de denúncia sobre o massacre operado pelo governo bolsonarista de Rondônia, pela PM ou pela Força Nacional. Jamais ouviram qualquer acusação dos latifundiários.

LEIA TAMBÉM:

Formar comitês de autodefesa contra o extermínio em Rondônia

A esquerda que coloca um nariz de palhaço para aparecer na tela da Globo não é nada senão cúmplice do extermínio dos camponeses da LCP. O reformismo barato transformado em adaptação completa ao regime burguês acaba de produzir um dos maiores vexames da história da esquerda nacional: de palanque para as denúncias do sofrimento do povo trabalhador, a esquerda pequeno-burguesa subverte completamente a tribuna parlamentar para atender aos interesses mesquinhos da classe média decadente. O povo sempre foi acusado ─ injustamente ─ pela esquerda “bem-pensante” de ser manipulado, de gostar de “pão e circo”. Pois esse é o passa-tempo preferido dos esquerdistas pequeno-burgueses.

A situação em Rondônia e em todo o campo no Brasil é desesperadora. A esquerda precisa deixar de lado as bajulações das instituições golpistas e prestar atenção no que está acontecendo no mundo real. Os deputados da esquerda, muito preocupados em falar da CPI, puxar o saco do STF e de João Doria, não abrem a boca para denunciar o que está havendo no campo.

É preciso largar essa política e denunciar o extermínio que os latifundiários estão operando no campo. E é importante aqui chamar a atenção que o que está ocorrendo em Rondônia não é uma simples repressão aos camponeses, o que já seria muito brutal. Trata-se de um ataque político, contra uma organização popular e de esquerda que organiza os sem-terra no campo. Não denunciar os ataques contra os companheiros da LCP é permitir que a direita ganhe ainda mais forças para atacar toda a esquerda nacional.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.